Quarto 233 - Cassandra

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Sex 29 Jun 2018, 21:54

A noite anterior tinha sido… Bizarra, por assim dizer.

Não conseguia entender direito o que havia acontecido.

Fato é que foi grave.

Tinham aprontado para Cassandra?

Tinha ela cavado a própria cova, e a salvamos antes do velório?

A verdade é que não importava muito.

Ter ajudado Cassandra a tinha deixado preocupada com a garota, era verdade.

Os médicos haviam lhe dito que ela estava tão dopada que foi por pouco não ter tido uma overdose.

Fora que nenhuma das amigas dela sabiam, certo? Nem família.

Se não fosse visitar ela, quem iria? Afinal seu estado era um segredo.

Por isso Izzy estava lá no elevador da clínica que Pietro havia arrumado.

Seus cabelos estavam soltos, caídos em seus ombros.

Os olhos, como sempre, estavam demarcados pelo delineador em formato gatinho, ligeiramente escondidos pelos óculos de armação preta em formato redondo. Fora isso, a maquiagem era muito leve, sequer escondiam suas sardas.

Izzy usava um vestido Ralph Loren bem leve, em tom azul-marinho com bolinhas brancas. Bem solto ao corpo, ainda que ligeiramente decotado.

Calçava sapatos Louboutin de cor cinza, em uma coloração tão clara que aproximava-se do branco, o que casava bem com seu vestido.

Em sua mão esquerda levava uma pequena bolsa de mão, em tom azul mais claro. Ainda em sua mão esquerda, enrolado em seus dedos, uma fita de cetim rosa prendia um balão de gás hélio branco, com estampas coloridas de Mickey e Minnie e os dizeres “Melhores logo!”.

Junto ao corpo ela trazia um pequeno Mickey de pelúcia, com as roupas do filme Fantasia, o qual ela abraçava com o braço direito.

Logo o elevador se abria e deixava Izzy no grande corredor.

Já estava no horário de visita e, obviamente, haviam avisado a Cassandra que ela tinha visita.

A britânica caminhava calmamente, ouvindo o som dos saltos ecoando no perfeito piso branco espelhado.

Aproximou-se da porta 23 e então bateu com os nós da mão duas vezes, agitando um pouco o balão ao fazê-lo, para em seguida abrir a porta vagarosamente.

- Cassie? Com licença, é a Izzy… - Anunciou e só quando ela confirmasse para ela entrar, Izzy entraria.

Ela exibia um pequeno sorriso ao ver Cassie e, propositalmente, agitava o balão uma ou duas vezes ao ar – Como você se sente? Trouxe algumas besteiras para você… - Justificava com um sorriso mais amplo.

Aquele de menina arteira, marca registrada da britânica.

Cabelo, maquiagem e óculos

Roupa

Balão

Pelúcia

avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Qua 04 Jul 2018, 11:17

Era realmente muito estranho....
 
Cassandra tinha acordado naquele lugar completamente confusa, e de imediato tentou se levantar da cama, um jovem e simpático enfermeiro pediu que ela se acalmasse, informou onde ela estava e logo foi chamar o médico que de imediato veio ao encontro da garota, e explicou o ocorrido. Ao menos o que ele sabia.
 
Cassandra não podia acreditar e apenas protestava em voz baixa conforme ele falava
 
- Mas...eu não uso estas coisas, eu jamais....
 
Ela dizia completamente assustada, ao passo que o Dr pedia que ela se acalmasse, que logo Pietro viria visita-la e lhe explicaria melhor tudo, agora ela estava segura e sendo bem cuidada.
 
Cassandra logo informou que precisava de seu celular, ele dizia que iria pedia que Pietro o trouxesse, e após uma dose matinal do medicamento da grega ele saia da sala.
 
Cassandra ficou ali tentando se recordar de algo, olhava para o braço, a marca da picada, sem entender como diabos aquilo tinha acontecido. Ficou assistindo tv inquieta, até que o simpático enfermeiro retornava e dizia a Cassandra que ela tinha visita.
 
A Jovem consentia em positivo e tentava sorri pela gentileza dele, mas não conseguia.
 
Não demorou a sentar-se a poltrona que tinha em outro ambiente do luxuoso quarto, e apenas ficou encarando a porta fixamente, aguardando.
 
Cassandra usava uma roupa do hospital, uma espécie de um moletom branco, calça e blusa, nem soltos, nem colados ao corpo. Os cabelos ela tinha prendido em um coque com os próprios fios e não tinha maquiagem alguma, o que ressaltava as sardas e as maças mais rosadas.
 
Os pés estavam com meias também brancas, as unhas sem esmalte, eles haviam retirado, e ela apertava o controle de modo nervoso a mão.
 
E então alguém batia a porta, Cassie se erguia da poltrona de imediato, e então via Izzy entrar, os olhos foram a menina e Cassie suspirou fundo.
 
Não porque não estivesse feliz em te ver Izzy, mas Cass achava que somente Pietro responderia suas perguntas, afinal foi ele que a internou ali não?
 
- Oie Izzy...
 
Cass dizia com a voz cansada, e agora sim sorria de leve, e dizia com um gesto com a mão para ela entrar, apontando o sofá.
 
- Entra, senta....
 
Ela olhou na direção do balão e da pelúcia e o sorriso abriu ainda mais quando a menina dizia que tinha trago a ela, obviamente para ela se sentir melhor.
 
- Obrigada Izzy, é muito gentil da sua parte....
 
Cassie ainda não pegava as coisas, esperaria Izzy lhe dar, mas vinha a pergunta de como ela se sentia e Cass cerrou de leve os olhos e suspirou.
 
Cansada.
 
- Não sei dizer ainda, é como...se não soubesse mais nada de mim mesma....

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Sex 06 Jul 2018, 21:31

Ah, Cassie… Talvez você seja tão expressiva quanto eu.

Porém deu para ver a decepção em seu rosto.

Mas hey, eu entendo… No seu lugar, eu também não quereria te ver.

De verdade!

Faz parte, certo?

E isso não fazia o sorriso ou o bom humor de Izzy oscilar nem um pouco.

De certo modo… Ela até esperava por isso.

O sorriso dela continuava iluminando o lugar.

Tentando trazer calor a sua manhã tão fria.

Vagarosamente Izzy aproximava-se e lhe entregava a pelúcia, de um modo quase infantil, como uma criança que entrega o brinquedo para outra, estendendo os dois braços.

Obviamente que era proposital, só uma tentativa idiota de te fazer sorrir que talvez nem desse certo.

Assim que Cassandra pegasse, Izzy se curvaria e lhe daria um rápido beijo na cabeça.

Caso você aproximasse o rosto do Mickey sentiria um delicado perfume adocicado emanando dele.

Talvez Izzy tenha ficado tempo demais com ele no colo, e o mascote da Disney agora tinha seu perfume.

Em seguida ela caminhava rapidamente até sua maca e prendia o balão com um rápido e simples nó na cabeceira, afinal todo mundo usava aqueles balões ali e não faria muito sentido você ficar segurando ele, certo?

Era mais algo para animar aquele quarto tão… Sem graça e, para Izzy, opressor.

O que dava certo, afinal… Trazia cores ao lugar.

Por fim ela se sentava na poltrona o qual você havia indicado, cruzando as pernas rapidamente em seguida.

- Eu trouxe chocolate também, mas os enfermeiros barraram… - Ela virava os olhos com o ar de “que chatice”.

E em seguida suspirava ao ouvir sua resposta, deixando o sorriso morrer no rosto.

- Eu… Sinto muito pelo que houve, Cassie – Respondeu em um tom de voz mais baixo, o sotaque britânico em evidência ainda maior agora, deixando o silêncio imperar por três ou quatro segundos – Para ser sincera, ainda não sabemos o que aconteceu. E eu não sou do tipo que esconde as coisas, então vou te contar tudo de uma vez, ok? Só fique calma e escute até o final… - Ela suspirava, passando os cabelos atrás da orelha.

Os olhos procuravam os de Cassie, fixando-se neles – Estava tendo aquele evento na Omega, lembra? Aquele… Drive-in que o Pietro fez. Estávamos todos lá, e eu mesma estava preocupada com você, por você não aparecer… Até que surgiu uma mensagem no telão, que dizia: “A vingança agrada a todos os corações ofendidos; (...) uns preferem-na cruel, outros generosa.” - Ela recitava, virando um pouco o foco dos olhos para cima, acessando a informação. Sim, Cassie, ela tinha uma memória assustadoramente boa – E surgiu uma garota correndo, sendo perseguida por um drone… E logo desapareceu. Eu fiquei bem assustada, confesso, porque a garota se parecia com você… Mandei mensagens em seu celular na mesma hora, mas você estava offline. Eis que um Omega idiota, Tony, apareceu dizendo que estava acontecendo uma caça ao tesouro… E meio que foi agitando as pessoas para brincar, dizendo ter encontrado uma pista no projetor. Ele havia ido lá a pedido do Pietro, para ver se havia algo de errado… Várias pessoas se animaram e se levantaram, abandonando o filme, felizes com a ideia de que havia um tesouro esperando por eles.

Ela parou por alguns segundos, desviando o olhar do seu, deixando os olhos se perderem no quarto, chegando até a olhar pela janela.

Em seguida ela suspirou e voltou os olhos para você.

Sempre fixos nos seus.

- Sei lá, de algum modo, eu sabia que havia algo de errado… Fui até o Tony e o convenci a me entregar a pista. E em resumo, segui as pistas e despistei os outros… “Competidores- Ela fez as aspas com os dedos no ar e um sorriso quase ameaçava a surgir, ao lembrar de quão idiota os outros eram. Mas ela continuou a narrativa, falando com a mesma calma e tom de voz baixo. O mais calmo e amigável possível – Com exceção do Tony, pois de acordo com a última pista, eu precisava entrar no porão da Omega. E pra isso, eu precisava de um Omega, certo? Quando voltei ao evento, Pietro, minha irmã, Chris e Lionel esperavam por nós… E eles nos acompanharam até o porão. Foram eles que te encontraram, além de mim. E, salvo um ou dois, eles parecem ser de confiança… Mais ninguém na universidade ficou sabendo de algo. Convenci Pietro a te trazer pra cá… E aqui estamos… - Era a vez dela de dar um sorriso cansado.

Vagarosamente ele apanhou a bolsa que carregava consigo e tirou seu celular de dentro dela.

Pietro havia deixado ela responsável, lembra?

Mas ela não te entregava ainda.

- Cassie, sinceramente, aos meus olhos, alguém armou feio para você… E o motivo ficou bem claro nesse maldito telão: Vingança. Como fizeram? Não sei dizer, mas acredito que você deu muita sorte que nós fomos os primeiros e únicos a te encontrar… - Ela revirou os olhos com um sorriso de lado – E os outros serem burros demais para não desconfiar das pistas que dei para eles… - Mas o sorriso logo sumia. Deixa de ser arteira, Izzy! – Quem te colocou lá queria acabar com sua reputação… Te tirar de Duxhill e quem sabe manchar muito sua vida no processo. Se você foi lá por conta própria ou não, se foi forçada a fazer o que fez ou não, eu não sei dizer e não me importa… E você só me conta isso se sentir realmente a vontade para isso. Mas o fato é que queriam ferrar bonito com você! Deixaram até um vídeo no seu celular para tentar reforçar a ideia. Mas nenhuma ideia que eles passaram era mais forte do que o fato de que você precisava de ajuda... - Ela então se levantava e caminhava até você, estendendo seu celular – Nós não deixamos isso vazar… Todos acham que você teve uma emergência familiar. E eu não espero menos do que você erguendo a cabeça e voltando pra lá, pra caçar os desgraçados que fizeram isso. E pode contar comigo para isso…

E não, ela não sorria.

Estava falando bem sério agora, Cassie.

Nada passa impune… Já reparou o quanto as Blackburns são rancorosas?


_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Dom 08 Jul 2018, 11:35

Talvez Izzy.
 
Ou talvez Cassandra esteja confusa demais e esperava resposta de uma pessoa que convivesse mais, até ontem você nem sequer fazia parte das mensagens de bom dia do whats app de Cass, certo?
 
Não é como se Cassie não quisesse te ver, quem não iria querer receber uma visita tão animadora, com ursinhos e balões logo cedo?
 
Mas é como se ela precisasse mais...muito mais.
 
Será que você poderia dar, Izzy?
 
Cass olhava para Izzy mantendo o sorriso cansado ao rosto, e logo viu ela estender a pelúcia com ambas as mãos daquele jeito infantil proposital, fazendo o sorriso da grega se alargar mais, ela estendeu as delicadas mãos e apanhou a pelúcia e logo sentiu o beijo a cabeça, os cabelos estavam molhados ainda do recém banho que a grega tomou.
 
- Obrigada Izzy, é lindo...
 
Ela aproximou o Mickey do rosto e o cheirou e sorriu ainda mais.
 
- E cheiroso....
 
Cass manteve os olhos a menina, vendo ela prender o balão a cama, e enfim a menina se sentava, dizendo que haviam barrado o chocolate.
 
- Não tem problema, sou alérgica...
 
Outro sorriso cansado.
 
QUEM NO MUNDO É ALERGICO A CHOCOALTE?
SE MATA CASSANDRA!
 
E então Izzy dizia que sentia muito e Cass arqueava a sobrancelha, ela parecia não saber também o que aconteceu, mas contaria o que sabe.
 
Cassandra apenas acomodou a pelúcia ao lado do seu corpo a poltrona, e reclinou um pouco o corpo, dando total atenção ao relato de Izzy. Cassandra ouviu tudo em silencio, ela pegava os trechos de Izzy e tentava encaixar no que se lembrava daquela noite, tentando montar uma linha temporal.
 
E então aquela frase, no mínimo, assustadora.
 
- Meu Deus...
 
Cassandra dizia tentando entender o que algo tão macabro pode ter a ver com tudo que aconteceu com ela, quem iria querer se vingar dela? Ela havia acabado de chegar.
 
Ouvia ela falar sobre Tony e sobre a caça ao tesouro. E como ela sabia que tinha algo errado, mas não sabia explicar como sabia.
Intuição?
Sexto sentido?
 
E ela dizia que havia seguido as pistas, e falava sobre o porão da Omega, sobre como encontrou os outros, e que ninguém na universidade além dos que ela citava sabiam do que tinha acontecido.
 
E então ela tirava o celular de Cass da bolsa e conclui que tinham armado para ela, por motivo de vingança e que provavelmente era para outros encontrarem ela e tudo se espalhar. Ela chamava alguns de burros. Izzy concluía tudo que queriam fazer contra ela, e ela ao final dizia que Cass podia contar o que aconteceu se sentisse a vontade para isto.
 
E então falava vídeo no celular e lhe entregava o celular. Cassandra apanhava o aparelho ainda confusa, e então Izzy dizia como haviam protegido ela,e que ela tinha que e caçar quem fez isto com ela.
 
Oie?
 
Acho que muita informação e conclusão de uma única vez, Izzy.
Cass abaixou o rosto a tela do celular, deixando os fios encobrir os mesmos alguns instantes, e logo assistiu aquela vídeo, sem falar uma única palavra, ambas podiam ouvir a voz animada de Cassandra no vídeo, e logo a loira suspirou fundo, fechando lentamente os olhos, com pesar.
 
- Eu....
 
Ela pausava e finalmente abria os olhos, encarando os raros de Izzy.
 
- Eu agradeço por tudo que fez por mim Izzy, você, sua irmã, Pietro, Cris, Lionel, Tony , enfim, tudo, vocês foram meus anjos da guarda no momento que mais precisei na minha vida.
 
Ela dizia levando ambas as mãos próxima ao peito com o celular nelas, como quem quer ressaltar que aquilo que diz vem do coração.
 
- Mas eu ainda estou  muito confusa, eu ainda não posso tirar conclusão alguma, sem antes falar com uma pessoa.
 
A pessoa.
 
- E eu não sou assim, Izzy. Eu não “caço” as pessoas e me “vingo” delas, aquela frase não se adapta para mim, eu não sinto...estas coisas...
 
Ela fazia menção de mostrar você com as mãos, como quem fala sobre a ênfase que você colocou nas suas frases.
 
- Eu entendo a frustação que deve sentir, vendo o que viu, embora eu não saiba ao certo o que você viu, os médicos não me falaram muita coisa, uma quase-overdose, sendo...que eu nunca me drogaria....
 
Ela colocou o braço sobre o próprio colo, dobrado e puxando a manga da blusa, mostrou a marca das picadas.
 
- Como você me encontrou, Izzy? O que eu estava fazendo? Eu preciso de detalhes disto.
 
Os olhos abriram mais e fixaram nos seus, quase em desespero.
 
Cassandra não parecia capaz de sentir raiva, ou qualquer sentimento ruim ainda sobre a situação Izzy, ela parecia mais preocupada em saber a sua parte na história, e não em tirar as conclusões de outrem.
 
A grega parecia realmente ter um coração único, algo que talvez você não entendesse, visto que você já queria fazer cabeças rolarem.
 
- Eu...estava como?
 
Ela dizia com a voz um pouco embargada, visto que para ela seria difícil ouvir que ela poderia ter feito algo que não faria em seus dias normais.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Seg 09 Jul 2018, 11:39

Sim! Mais um grande motivo para não querer me ver, isso não é meio óbvio?

Mas enfim, também não tem importância, na verdade.

Vamos ver se estou a altura para te animar por essa manhã, Cassandra.

Izzy apenas lhe deu um largo sorriso em resposta a como você havia gostado da pelúcia. Principalmente em relação ao perfume.

Mas te olhava com uma cara espanto quando você dizia ser alérgica a chocolate - Ah, que bom que ele me segurou então... - Disse com um sorrisinho.

Cara, pessoas alérgicas a chocolate devem sofrer demais!

Izzy te olhava calmamente.

Assistia cada reação sua conforme ela narrava os acontecimentos.

E ela não conseguia entender como você era tão boazinha assim, Cassie.

Você é uma santa ou algo assim?

Porque, vamos aos fatos, existe uma pessoa.

Agora, vamos ser bobinhas e acreditar na inocência dessa pessoa.

Você está lá comigo, toda sexy, transa comigo (ou devo dizer, faz amor?) e depois desaparece... Usando aquelas roupas.

E você nem liga?

É no mínimo bizarro, vai.

Mas okay, vou dar o benefício da dúvida a sua "pessoa".

E sabe por quê?

Primeiro, porque por mais que eu esteja querendo uma cabeça por conta do que houve, você é quem manda aqui, não eu.

Segundo, você está quase chorando... E isso me faz entrar em desespero.

Sem dizer nada, Izzy se levantava novamente e caminhava até você.

Sentava-se no braço de sua poltrona e te envolvia com os braços, trazendo sua cabeça para próximo do corpo.

E apenas a abraçava por alguns segundos, com os braços a envolvendo na altura dos ombros, devido a altura que ela estava.

Inclinando-se um pouco para frente, devido ao braço ser mais alto. Mas ser baixinha nas horas era uma vantagem, afinal. Nem era uma posição desconfortável.

Cogitou em dizer alguma palavra de conforto, mas... Não havia o que dizer.

Por isso apenas suspirou e disse com calma, com tom de voz mais baixo, quase íntimo demais para quem mal te conhecia, Cassie.

Mas... É porque era um assunto mais do que delicado agora, não era?

- Você estava desacordada... Em um sofá de couro marrom que estava no porão da Omega. Vestia o mesmo que veste neste vídeo... - Ela suspirava novamente - No chão, haviam seringas e coisas relacionadas a droga que usaram em você. Assim que te vi, corri e te cobri com meu sobretudo... E a tiramos de lá o mais rápido possível. Havia uma câmera, Cassie, que minha irmã achou... Filmando tudo. Quem quer que tenha feito, ainda ficou assistindo... Entende porque é difícil não sentir a raiva que sinto, e a vontade de dar troco a alguém? Mas... Desculpe por falar assim, eu não deveria dizer essas coisas... - Ela mantinha o abraço.

Demonstrando não tem intenção de soltá-la tão cedo.

Afinal... Acho que você precisava, não é, Cassie?

Obviamente, agora você podia sentir o mesmo perfume da pelúcia com mais intensidade em Izzy.

E o quanto a pele da garota parecia aquecida.

Por fim ela concluía - Pietro tomou o cuidado de apanhar tudo o que encontrou... Seringa, câmera... Enfim, tudo... E encaminhou a investigadores particulares que cuidaram do caso do desaparecimento do irmão dele. Talvez em breve ele tenha algumas respostas... Mas isso não é importante agora. Você precisa descansar e recuperar as forças agora, só isso, tá? Esquece a vingança maluca da Izzy... - Ela então afastava-se um pouco, lhe dando um sorriso leve.

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Seg 09 Jul 2018, 16:30

Cassie fazia um ar de pesar quando se falava naquela alergia. Mas....ossos do oficio.
 
E o fato é que Cassandra não conseguia naquele momento sentir raiva ou desconfiar de algo, assim como tirar conclusões precipitadas.
 
Era estranho mesmo aquela pessoa ainda não te-la procurado, não ter procurado se dar explicações, mas se Izzy e aquele grupo eram os únicos que sabiam, ele podia não saber também, certo?
 
Ok..Isto não explicava o vídeo, ela pediu que ele não filmasse aquilo, mas ele usou o celular dela para isto, e bom ela não sabia exatamente o que tinha acontecido com ela, mas qualquer pessoa poderia achar aquele vídeo na galeria e usar contra ela.
 
Certo?
 
Porque pensar o pior, Izzy?
 
Cassandra não conseguia pensar que alguém poderia estar com ela e depois fazer algo deste tipo, tão cruel, tão macabro.
 
E bem isto não significa que ela transou com a “pessoa” dela, ok?
 
Mas talvez...
 
Enfim.
 
Cassie apenas seguia o caminhar da garota com os olhos meio marejados, deixou que ela se sentasse ao braço da poltrona dela, e Cassie se deixou envolver, acomodando a cabeça ao peito de Izzy, Cassandra fechou lentamente os olhos e suspirou fundo.
 
As mãos ainda envolviam a pelúcia, e ela somente apertou de leve o tecido fofo da mesma.
 
E então a grega apenas se limitou a ouvir, ouvia cada detalhe e buscava em sua memoria qualquer coisa que pudesse lhe fazer recordar daquela situação.
 
Ainda mais que Izzy descrevia com tanta perfeição, o sofá, o porão, o que ela vestia. Ela falava das seringas e como eles tinham cuidado dela, como ela tinha cuidado dela, a coberto, protegido sua dignidade, e depois sua reputação, com a ajuda de Pietro e de todos os outros.
 
Ela dizia que a pessoa além de fazer aquilo tudo, ficou assistindo, e era por isto que ela sentia raiva e vontade de dar o troco.
 
Cass levou uma das mãos aos lábios, cobrindo o mesmo, assustada com aquele relato, e ao final Izzy dizia que Pietro pediria ajuda dos mesmos investigadores que o ajudavam com o irmão dele, e logo ela falava que Cassie precisava descansar.
 
Cass ergueu o rosto e passou a ponta dos dedos livre sobre um dos olhos, afastando algumas lágrimas.
 
- É..bastante coisa....
 
Ela dizia com a voz baixa e rouca também, mantendo o rosto meio baixo, talvez sentisse um pouco de vergonha.
 
Quem não sentiria?
 
Mas ela parecia buscar forças onde não mais havia, engolindo aquele choro e erguendo lentamente o rosto, fitando Izzy nos olhos.
 
- Obrigada.....
 
Foi tudo que ela conseguiu dizer, deixando os braços envolverem o pescoço da menina e a puxando para si, em um abraço apertado, longo.
 
Chegava a acomodar o queixo ao ombro de Izzy, buscando de algum modo que ela entendesse o quanto ela estava agradecida.
 
- Eu não sei ainda o que aconteceu, mas vou saber...logo....vou saber e vai ficar tudo melhor....
 
A voz ficava um pouco abafada pelo ombro de Izzy, e logo Cassandra afastou o rosto do ombro da menina, e afastou-se delicadamente, suspirando fundo.
 
- Eu...não faço estas coisas....
 
Ela dizia quase a si mesma, e era obvio que se referia ao vídeo....
 
A outra mão finalmente soltou a pelúcia e ela levou ambas as mãos aos fios dourados, puxando-os para trás das orelhas, revelando ainda mais a face e as sardas tão aparentes naquela manhã.
 
- Mas eu realmente estou....estava....- Era como se uma palavra atropelasse a outra, deixando claro o tom de aviso a si mesma. Não era nem um pouco convincente.
 
- Envolvida, eu sinto estas coisas estranhas....
 
Ela gesticulava com as mãos.
 
- Uma sensação de perigo, de proibido, e isto tudo parece me consumir, eu....nunca
 
Ela erguia o rosto ao alto, como se buscasse algo em sua mente.
 
- Nunca me senti assim, sempre foi tudo tão calmo e perfeito, e de repente alguém balança tudo.
 
Cassandra mordia com força o lábio inferior e agora abaixava mais o rosto.
 
- E eu gosto da forma como bagunça e balança....Mesmo sabendo o quanto isto é incerto....
 
Ela voltou a fitar Izzy.
 
- Acredito que este seja o real atrativo nisto tudo, e....eu não sei se você está me entendendo, eu nem sei porque estou te falando estas coisas, eu nunca conversei assim com ninguém....e bem acho que são “eu nuncas” demais, para uma pessoa que parece tentar recuperar o controle, neste exato momento...
 
Cassie cerrava de leve os olhos, como se quisesse parecer convincente.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Ter 10 Jul 2018, 00:00

Izzy mantinha o abraço leve em Cassandra, ligeiramente curvada para frente, tentando consolá-la.

Ou tentar trazer um pouco de calma, ao menos.

Mas foi pega de surpresa quando ela a puxou.

E o problema é que você está em uma poltrona, Cassie… E Izzy está sentada no braço, lembra?

No momento em que você a puxa daquele modo apertado, ela desliza pelo couro da poltrona, de um modo um tanto desajeitado.

- Ui! - Exclama, ao sentir que seu vestido ficava preso no couro conforme ela era puxada, a fazendo cair sentada em seu colo.

Sem o vestido para cobrir sua bunda.

Fato positivo? Não dava para ver nada, afinal, depois do escorregão, o vestido acompanhou sua dona.

Outro fato positivo? Você estava vestida, talvez nem notasse a diferença da pele de Izzy para o vestido dela. Fora que Izzy era tão pequena que acomodava-se com perfeição ao seu corpo.

Fato negativo? Bom, Izzy tinha plena ciência que estava só de calcinha no seu colo enquanto você talvez sequer percebesse. Ela, pelo menos, tomava o cuidado de cruzar um pouco as pernas, ficando meio de diagonal para você, a abraçando de um modo um pouco torto.

Mas não era desconfortável.

Afinal, não era nada demais, era só um abraço mais apertado. Um abraço apertado com menos roupa do que deveria, mas… Só um abraço apertado.

E o momento acabava tirando um pouco da tensão que Izzy sentiria em uma situação como aquelas.

E com o desespero que você estava, Izzy também não ligava muito.

Só te abraçava apertado, colocando a cabeça no seu ombro também, colando o rosto ao seu, conforme acariciava suas costas – Está tudo bem, Cassie… Estou aqui. Você não está sozinha…. - Ela respondia, em um sussurro.

Sempre com aquele sotaque britânico tão forte, sumindo com os “r” das frases.

O perfume do cabelo de Izzy era também levemente adocicado… Mas tão suave que não chegava a ser enjoativo.

Tudo em Izzy era assim.

Adocicado.

Delicado.

Meigo.

Talvez se você sentisse o gosto da pele dela, também acharia que era adocicado.

Logo que Cassie afastava-se para falar, Izzy também recuava um pouco o tronco, para dar espaço para a garota.

Mas estava muito perto.

Caramba, Cassie, você não facilita, né?

Morder o lábio inferior?

Izzy esforçava-se, muito, para focar só em seus olhos, por mais que sentisse vontade de olhar para sua boca.

E, ao menos nesse momento, ela conseguia fazer isso.

Precisava.

Não era momento para secar seus lábios.

Nem aproveitar-se da situação.

Por mais que pudesse.

E talvez quisesse.

Por isso, a olhava nos olhos fixamente, sem demonstrar qualquer coisa que não fosse muita atenção.

Conforme Cassie ia se perdendo nas palavras, Izzy sorria levemente, levando uma das mãos até o rosto da grega, secando outra lágrima teimosa que ousava tentar escorrer pelo rosto.

- Eu sei muito bem o que você quer dizer, Cassie. Acredite em mim. Muitíssimo bem. Como eu sei não vem ao caso, no momento… Mas eu compreendo! – Ela respondia e abria um pouco mais o sorriso – Como te disse, não me importa como você chegou lá nem como fez o vídeo. Vídeo que você nem deveria sentir vergonha, você está muito linda nele! De verdade! - O sorriso abria mais.

Aquele marcante sorriso de menina arteira.

- Mas fica calma, ok? Você precisa ter muita cautela. Como disse, não sabemos como você foi parar lá… E, até o momento, não tem nenhum príncipe encantado, ou mesmo cafajeste tesudo, desesperado em Duxhill atrás de você. O que é no mínimo estranho, não acha? Já que vocês tiveram esse… Encontro antes. Por isso, por mais que ele balance seu mundo… Você precisa ter muito cuidado nos seus próximos passos agora. Você é mais importante de qualquer pessoa, por melhor que ela seja… Você sempre vem em primeiro lugar, entende? - Ela dizia ainda no mesmo tom de voz baixo e calmo.

E com uma tranquilidade ímpar.

Como se conhecessem há anos.

Como se fosse supernatural estar em seu colo daquele modo.

Talvez as Blackburns realmente sejam um pouco malucas, não é?

Agora era a vez dela de afastar uma mecha de seus cabelos e levá-los atrás da sua orelha – E como disse, conte comigo… Pelo jeito que estou no seu colo, já pulamos alguns bons anos de intimidade, não acha? - Ela ria laconicamente – Não que eu esteja reclamando, seu colo é muito bom… - Ela então ria um pouco mais.

E Megan, desculpe, mas o celular está na bolsa no sofá… Izzy nem tem como senti-lo vibrar.

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Ter 10 Jul 2018, 12:02

Como ela não ia te abraçar daquele jeito, Izzy?
 
Apesar de você demonstrar aquele seu lado vingativo e não doce com tanta facilidade, quem mais faria tudo que você fez por alguém que mal conhecia?
 
Seu coração era mais do que bom, como Cassandra não iria ser grata a isto?
 
Ela realmente nem se deu conta do que fez, ou se ficou desconfortável de algum modo para você, ela somente te abraçou, tomada de agradecimento e emoção.
 
Talvez por atitudes como a sua é que Cassandra não fosse capaz de julgar as outras pessoas como capazes de fazer o que fizeram com ela.
 
Então realmente naquele exato momento, Cassandra não vai se atentar aos detalhes, que ao uma pessoa ver de fora certamente seria no mínimo uma cena, estranha.
 
Mas talvez...sexy...
 
Se fosse o Tony a espiar pelo buraco da fechadura.
 
Cassie sentia o rosto de Izzy colado ao seu, e mantinha os olhos fechados, sem soltar aquele abraço. Ela consentia em positivo quando Izzy dizia que estava tudo bem, afirmando a ela e a si mesma.
 
E era realmente bom sentir aquele perfume, aquele conforto, aquela segurança, depois de passar pelo que passou.
 
Mas Cassie soltava o abraço e afastava-se bem pouco, tão envolvida em seus pensamentos e sentimentos, pra perceber que...bem....Izzy tinha beijado uma garota já, ou foi um jogo, ou sei lá.
 
Enfim, Cassandra era realmente uma santa, ou retardada.
 
Porque mordia o lábio inferior ao pensar, naquela...pessoa.
Cassie isto é tão...depravado.
 
Você com Izzy no colo, pensando em outra pessoa, mordendo lábio, depois de fazer vídeo de camisola.
 
Imagina o que seu ex diria de tudo isto.
 
Aliás nem é sobre ele que você vai conversar, certo?
 
Perdidinha.
 
Mas pelo menos os lábios não estavam com batom Izzy, eram rosas e naturais, um pouco ressecados por tudo, mas ainda mais carnudos do que deveriam ser.
 
Mas Cassie contava quase em códigos e enigmas sua historia, e logo Izzy a consolava tirando uma lagrima do rosto dela, dizendo que sabia o que ela sentia, mas deixando claro que não falaria como sabia.
 
Mas ela fazia um alerta.
 
E dizia que ela estava linda no vídeo. Cassandra riu baixo.
 
- É...eu posso fazer propaganda de lingerie quando Duxhill me expulsar...
 
Ria nervosamente. E então ouvia os avisos da menina.
 
- É porque eu pedi que ele não me procurasse, não quero nada publico, não seria algo que as pessoas aprovariam.
 
Você pediu ou ele, Cassie?
 
Que diferença faz?
 
MUITA.
 
-  Então ele realmente não vai me procurar, só se ouvir algo ruim por ai, ele não sabe o que aconteceu, não deve saber.
 
Cassie ouvia ela falar sobre ela ser mais importante que qualquer outra pessoa e ter isto em mente.
 
Cassie ficava pensativa e completamente muda, com os olhos estatelados, você tinha balançado a mente dela agora, Izzy....
 
E ela mal sentiu o toque aos cabelos, e então quando Izzy falava do colo, Cassandra se dava conta, ela recuava um pouco, deixando Izzy cair ao sofá.
 
- Ai desculpa, eu nem reparei...foi natural...
 
Cala a boca Cassandra.
 
Cassie se erguia então ficando de costas pra Izzy.
 
- Preciso me recompor e pensar em tudo isto, e ligar pra minha “pessoa”.
 
E colocar uma roupa que não seja tão ridícula.
 
E não me importar se a roupa é ridícula, visto que estamos entre amigas.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Lionel Kurt em Ter 10 Jul 2018, 13:13

Veio daqui

Lionel sorriu ao receber o beijo na bochecha.

-Oh jovem donzela, vim te salvar das garras da terrível bruxa má... Mas como eu não vi a Claire ainda, acho melhor sair sem enfrenta-la. – dizia rindo da piadota.

Deu a volta e entrou no carro, colocando o sinto do segurança e o ligando. O ronco do motor era macio, suave, como se quase não estivesse ligado.

-Tudo bem então... vamos resolver os assuntos importantes primeiro e depois vamos a um restaurante que conheci da ultima vez que estive quem Boston, acho que você vai gostar...  – E arrancou com o carro saindo da frente da ZBZ.

O sol gostoso do meio dia e a o vento que entrava no conversível davam um tom mais leve a viagem, mesmo que objetivo final dela não fosse nada leve. Lionel não era um exímio motorista, mas dirigia bem, não corria... Apenas um motorista padrão.

- Eu nem consegui me concentrar direito nas aulas hoje. Acho que estou na mesma que você, num misto de querer saber muito o que aconteceu com não quero saber de nada. – Ele suspirou, - Eu consegui ver os meninos hoje antes de sair. Pietro tava com uma cara horrível, de quem não dormiu nada e saiu bem rápido. Chris e Tony ficaram na cozinha quando saí, Tony, como sempre, tava gralhando... falando besteiras de eu estar furando o olho dele... de ser estranho eu me preocupar demais com a Cassandra. – Ele riu baixo enquanto falava. – Até parece que ele teria alguma chance com a presidente.  – Então respondeu o comentário de Megan a respeito de acharem besteira ela pedir o número de Pietro. – Elas sempre acham... Mas fazer o que Megan, você é a galinha e eu sou o veado de Dux... O máximo que podemos fazer é nos unir e mandar todo mundo se foder.

Lionel ria e tentava descontrair a garota. Estava de certa forma mais feliz que nos outros dias. Obviamente o rapaz não era do tipo que mandava os outros a merda e continuava vivendo sua vida, ele se importava muito com o que os outros pensavam sobre ele. Mas naquele momento, aquilo era o que Megan precisava ouvir... ou pelo menos o que Lionel pensava que ela precisava ouvir. Levou o dedo ao rádio e ligou em uma música baixinha, que ainda permitia que conversassem.



- Fuck you... Fuck you very, very much – Ele cantava e olhava para Megan em seguida. – Adoro essa música.  – Dizia rindo. – Mas e a Izzy, como ela está?

Iria conversando com Megan até chegarem ao hospital, o que demoraria um pouco, poi era bem longe de Dux. Quando chegassem estacionaria e, ao sair, acionaria o alarme do carro.

- Está pronta para ouvir verdades? Ou pelo menos tentar descobrí-las? – Disse com um sorriso leve, meio preocupado e seguiu para a recepção e em seguida para o quarto onde indicaram estar Cassandra. Bateu de leve e abriu um pouco a porta. – Com licença, podemos entrar?
avatar
Lionel Kurt

Nacionalidade : Wellington, New Zealand
Idade : 18
Cargo : Calouro (?)
Humor : Indiferente
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Ter 10 Jul 2018, 16:29

Bom, se você quiser, Cassie, posso te dar vários exemplos de pessoas que não agiriam como você age.

Meu lado vingativo é só um aperitivo do que eu tenho escondido por trás do meu sorriso de menina levada.

Só não sei se você vai querer ver por completo o que tenho por trás dele. Acha que vai?

Mas vamos deixar isso para mais tarde. O que realmente importa agora é você ficar bem e superar esse problema.

É o que eu mais quero, de verdade.

Por isso, mesmo que você tivesse visto Izzy transando com Reed, você não veria maldade em seus atos agora.

Ainda que, sim, ela não conseguisse controlar seus pensamentos.

Mas, no exterior?

Apenas uma amiga bem solícita.

E uma coisa era verdade, Izzy tinha um coração muito bom. Importava-se demais com os demais e odiava injustiças.

Riu com Cassie de sua hipotetica carreira como modelo - Eu compraria seus modelos, com certeza! - Disse em meio ao riso, ao passo que movimentava os pés para cima e para baixo em um movimento bem lento e suave.

Ligeiramente infantil.

E então Cassie explicava porque o "alguém" não havia contatado ela.

Ela cerrava levemente os olhos, como se tentasse compreender o que ela dizia.

- Bom, todos em Duxhill sabem que você deixou o campus por uma emergência familiar. Só algo muito grave faria uma presidente sair assim...O mínimo que se espera é uma mensagem, não? Mas talvez eu esteja fazendo um prejulgamento por conta de tudo o que houve. Me desculpe... - Mas era bem verdade, não?

A presidente some do campus, em uma emergência familiar, e você nem manda mensagem?

Era no mínimo demonstrar que não se importava nem um pouco com ela.

Mas... Enfim, não é problema seu, Izzy. Sossega e deixa e menina ser feita de besta.

Então Izzy brincava e falava sobre o colo que Cassandra lhe dava.

Enquanto ria, Cassandra saía para o lado e se levantava - Relaxa, Cassandra... - Disse, ainda rindo com a falta de jeito dela.

Era neste momento em que a porta se abria.

Lionel e Megan.

Izzy levantava-se depressa, quase com um ar culpado.

A pressa era mais para arrumar o vestido que havia ficado desgrenhado no sofá, revelando um pouco mais do que devia, já que quando Cassandra se levantou, o que estava ruim ficou pior.

Talvez apenas Lionel visse Izzy se levantando e baixando o vestido que estava um tanto alto.

Por sorte, Cassie, que era mais alta que Izzy, estava na frente dela e escondia parcialmente seu corpo.

Não vai pensar besteira, Lionel!

- Oi Lionel! Meg! - Exclamava ao vê-los e então corria na direção da irmâ para abracá-la.

Em seguida dava um beijo rápido no rosto de Lionel.

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Ter 10 Jul 2018, 20:55

Só pagando para ver. E como dizem por aí: Onde houver trevas que a Cassandra possa levar luz.

Cassie ria baixo juntos de Izzy pela sua hipotética carreira de modelo.

- não é como se tivéssemos um relacionamento...

Ela dizia que interrompendo Izzy.

- eu nem sequer gosto dele. Eu apenas....perco o controle. E não é como se tivéssemos assinado um contrato onde deveriamos dar satisfação é nos importar um com o outro. Eu não sei se você entende bem isto, Izzy. Você tem uma visão bem romantica de relacionamentos.

Cassie suspirava

- não precisa se desculpar. Eu entendo você.

E assim que Izzy falava do colo, Cassie se afastava deixando a menina cair ao sofá. Cassie se erguia e a porta se abria.

e neste exato instante Cassie ficou pensando em como seria se eles abrissem a porta alguns momentos antes.

Que diabos iam pensar? Era realmente bem comprometedor.

Cassie encarou Izzy se recompondo e por um momento pensou se Izzy era tão inocente como parecia.

Mas logo passou l. Cassie se voltou para Megan e Lionel e deu um sorriso mais animado.


- Megan. Lionel . Obrigada ! A Izzy me contou tudo que vocês fizeram por mim. Obrigada


Cassie dizia com as mãos próximas ao peito. Mas sem abraços.

Calma .

E estava tão confusa e bagunçada.

- não sei o que faria se vocês não estivessem lá. Nem sei como seria.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Megan Blackburn em Ter 10 Jul 2018, 22:16

VEIO DAQUI

- Quero enfrentar aquela lá, não... Quero um dia lindo de Sol, pra tirar as energias negativas... – E riu falando ao entrar no carro, ajeitou o cinto e iam tranquilamente, sem freios estragarem – não estou dando ideias, Narradora – sem serem perseguidos, e nem mesmo atropelarem um cachorro, Lionel não era do estilo Velozes e Furiosos, apenas um motorista tranquilo e bem comportado.

- Eu vim a Boston uma ou duas vezes, e foi para festas a mando dos meus pais, quando não podiam ir em algum evento de caridade eu era mandada para sorrir, acenar e doar alguns dólares. – Não gostava de lembrar disso, lembrava-lhe os pais, lembrava a cena maldita no quarto e lembrava da vontade de perguntar a Izzy se ela lembrava da roupa que sua mãe vestia no dia do acidente.

Porque Izzy ficou internada, não pode ir reconhecer os corpos, quem foi, foi Megan, a representante legal da família. Ela tinha maioridade assinada pelos pais, afinal precisava ter legitimidade nos atos a mando deles. E justiça é uma coisa complicada. Mas, conseguiram e com isso ela podia ser considerada adulta e dona de seus atos, o que era bom e ruim.

Ouviu o relato dele sobre como estavam as coisas na Casa dos Ômegas.

- Cara... O Tony é um tipo estranho e não me inspira confiança, ele mentiu sobre Izzy, ela não age daquele jeito. Sempre foi resguardada. Ele simulou mentiras uma vez, então para mim vai ser difícil acreditar muito nele. – Olhava para Lionel, enquanto falava isso, sabia que o rapaz foi um bom ajudante, mas por se tratar de Cassandra, “sua noiva”. Porque se fosse outra garota era bem provável que ele nem fosse ajudar. Ele era dono de um nível de lábia gigante, isso sim era uma verdade sobre ele. E era um veterano, portanto, a maioria poderia vê-lo como alguém fora de qualquer suspeita.

- Não seja bobo! – Riu também, quando ele falou sobre ambos terem conquistado má fama tão cedo em Duxhill. Era verdade? Sim, era. Mas, o jeito era contornar o que estavam falando e esperar a poeira baixar. E principalmente não se abalar com a Gossip, o que ela achava ser quase impossível, visto que quase sumiu para o quarto quando estavam a ponto de verem o filme e chegou aquela maldita mensagem.

- Olha, olha.... Já sei com quem vou fazer par em algum karaokê da cidade... – Falou sorrindo e rindo ao mesmo tempo, num tom baixo, ouvindo ele cantar, e batendo a mão esquerda nas coxas ao som da música.

Quando esta terminou ficou ouvindo as aleatórias, e continuando a conversa com ele.

- Lionel estou mesmo preocupada com quem gravou-nos ali ajudando Cassandra. Ninguém se ateve a isso, e tenho medo na merda ficar maior. – Parecia levemente preocupada ao mencionar aquele detalhe. A droga era desconhecer completamente quem fazia a gravação, e para que fazia aquilo, era como se tudo levasse eles a estarem juntos naquela hora e naquele local em especial.

- Só sei se se a investigação for a fundo e descobrirmos quem fez tudo, vai levar um baita processo por algumas gerações. Afinal mexeram com a Presidente da ZBZ e dos Ômegas. Mesmo que Pietro tenha ajudado demais, ele e nós fizemos coisas erradas, o correto teria sido chamar a polícia, mas esta teria uma versão totalmente errônea do fato em si e prejudicaria Cassandra. – Percebia que estavam chegando por Kurt ir diminuindo a velocidade, e entrarem em uma portaria a da Clínica. Pegava a bolsa e ia tirando o cinto. Quando Kurt parou, ela segurou o braço dele por alguns segundos como quem pede para esperar um pouco.

- Kurt, eu ouvi vocês contando aquelas coisas estranhas que viram... Olha confio em você. Se vocês acham bizarro o que viram, eu ganho a Taça. – Baixou o olhar, como se voltasse a sentir medo, mas olhou para ele de novo.

- Eu surtei porque vi um casal, um homem e uma mulher, cada qual num canto do quarto, lembrou meus pais... – Dava ver que parte da jaqueta do lado direito do braço estava puxada para até o começo do cotovelo, ela arrepiou-se de lembrar daquilo. – Mas, não vi os rostos, eles tremiam como aqueles filmes de terror, em que as cabeça do fantasma parece convulsionar de um jeito muito rápido. – Jogou a cabeça para trás e continuou falando. – Então sumiram e se formou uma mancha escura no teto e aquilo engolia tudo no quarto, quando joguei o abajur contra aquilo, Izzy entrou, e foi tudo rápido, me sedaram, a mando daquela vac... – Suspirou e segurou o palavrão, iam entrar numa clínica, tudo iria bem, só iam dar um oi e iam embora.

- Antes disso a maluca da doutora só entrou, olhou minha ficha e disse que eu teria visitas, saiu do quarto, ficou na frente da porta e ignorou totalmente o que aconteceu. Não veio nenhuma visita, preciso perguntar para Izzy se era ela... – Agora ficou pensativa, e soltou do braço dele, sentiu que apertou um pouco mais do que deveria, deve ter amassado a roupa dele.

- Desculpa... - Saiu do carro enfim, e foi com ele para a recepção, ambos iam ver Cassandra.

- Não fala nada pra Izzy, por favor. – Pediu porque não queria preocupar a irmã mais velha com besteiras, se é que aquilo foi besteira.
Entraram no quarto, e Izzy estava lá. Diaba. Filha de Lúcifer. Nem avisou que ia antes. Não atendeu as mensagens dela. Ignorou completamente. Um dia ela receber uma mensagem onde Megan ia estar pedindo socorro que iam matar ela e seria ignorada. Tudo bem, Deus tá vendo, Isabella Blackburn.

Fuzilou a irmã com o olhar, mas não se afastou na hora do abraço. Apenas sussurrou.

- Eu vou te estrangular, cria do cão... – E cruzou os braços em seguida, voltando sua atenção para Cassandra, que mesmo depois de tudo aquilo era vista como simplesmente linda. Abatida, mas linda.

- Que bom ver que está melhor, Dona Presidenta! – Falou num tom jovial a sala tinha um ar pesado, afinal se Izzy contou tudo a cabeça de Cassandra deveria estar funcionando a mil ou simplesmente querendo um pouco de paz.

- Mas, não trouxemos flores ou ursos, desculpa, a vinda foi meio rápida, para fugir da Claire, e pelo amor de Deus responde as mensagens dela quando puder, antes que ela esfole alguém vivo na ZBZ. – Principalmente ela que parecia já estar na lista obscura da veterana, segunda no comando da ZBZ.

- Podemos contrabandear comida mais tarde, se a daqui for só sopa, eca... – Foi sentar em um sofá e deixou a bolsa do lado do mesmo.

- Izzy você foi ontem com os rapazes, e eu cheguei de mãos dadas com o Lionel, pensa na Claire na sacada, se ela tivesse um fuzil tinha atirado em nós... – E riu um pouco, de verdade.

- Demos motivo para se distraírem fofocando sobre nós, assim não devem ter focado no seu sumiço, moça. – Piscou para Lionel, e olhou de novo para Cassandra, sorrindo. Ou seja, piorou seu social, mas eram ossos do oficio. Irmãs cuidavam de irmãs, na ZBZ.

- Quando puder voltar, foi dito que você teve um problema em família, vão pensando em algo, para que ninguém duvide. Eu sou meio lenta com isso. – Pareceu levemente pensativa, e suspirou, viu as coisas que a provavelmente a irmã trouxe para a garota.

- Não te encher de perguntas, Cassandra. Não agora, nem me diz respeito se você fez algo ou não. Mas, creio que descobrir quem tentou te machucar é importante, depois, você é quem decide o que vai querer fazer, eu processaria no mínimo! – Não sabia em que buraco estavam se metendo, não ia falar mais. Já falou demais.

avatar
Megan Blackburn

Nacionalidade : Londos, UK
Idade : 18
Cargo : Caloura
Humor : Hiperativa -Ahloka.
Mensagens : 98

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Duxhill University em Qua 11 Jul 2018, 09:09

Celular da Izzy começa a vibrar, uma, duas, quatro vezes.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2255

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Qua 11 Jul 2018, 13:54

Oi?

Eu tenho uma visão bem romântica de relacionamentos?

Oi?

Agora sim Izzy tinha uma crise de riso.

Acho que era a primeira desde que chegou em Duxhill.

E talvez você nem entendesse, Cassie, mas ela ria com vontade... Como se você tivesse contado a melhor piada do mundo.

A menina que não sabe lidar com um cafajeste acha que eu sou uma bobinha romântica?

Izzy chegava a movimentar a bochecha com os dedos para tirar o leve ardor da musculatura dali, devido ao riso intenso - Desculpe, Cassie... Não fala assim, você ainda me mata. Não tem nada de romântico nisso, mas eu não vou mais opinar sobre isso, ok? Palavra de escoteira! - Ela dizia, ainda com aquele sorriso.

Porque, convenhamos, não podia ser sério, certo?

Ou era?

Ai, Jesus, se for sério eu vou rir de novo!

E logo chegavam mais visitas e Izzy tinha que se levantar pra não pagar calcinha pra ninguém.

Se jogava na irmã, literalmente, chegando a erguer os calcanhares ao se pendurar em seu pescoço, em um movimento rápido no qual Megan estava mais do que acostumada, já que Izzy fazia o tempo todo. Desde pequena. (Como se você tivesse crescido, Izzy!)

E por ser tão pequena, ela mal pesava, ou seja, era um incômodo de dois ou três segundos... Apenas durante o movimento rápido, e infantil, de abraçá-la e erguer os calcanhares.

Ainda lhe dava um beijo estalado na bochecha.

- Também te amo! - Respondeu mais ironica possível, com aquele maldito sorriso arteiro.

Era impossível mudá-la, Megan, você sabia disso.

Izzy era... Bom, a Izzy.

E então, após beijar a bochecha de Lionel, ela caminhava em direção ao sofá.

Ouvindo ela comentar sobre ter voltado para a casa Pink com Lionel.

- Ah é? Você está andando por aí de mãos dadas com minha irmã, Lionel? - Ela parou de sorrir repentinamente e subiu a sobrancelha, fechando a expressão.

Cruzou os braços e foi caminhando pesado na sua direção.

A baixinha tentava ficar intimidadora.

Grande.

- Me diz, mocinho... Quais suas intenções com minha irmã? - Perguntou, fechando ainda mais a expressão.

Os braços então buscavam a cintura, com os punhos cerrados.

O nariz chegava a franzir, dando ainda mais destaque as sardas nas bochechas da jovem britânica. Parte do cabelo caía diante do olho esquerdo, mas ela não afastava. Isso a deixava com mais cara de brava.

Ao menos ela achava isso.

Você está em maus lençóis, Lionel! A casa caiu!

A baixinha te encarava, olhando fixamente nos olhos.

Até que ela não se aguentava e começava a rir, sem conseguir se manter séria por muito tempo, lhe dando um soquinho na altura do ombro - É brincadeira, relaxa...

Então ela mostrava a língua pra irmã e voltava para o sofá, apanhando a bolsa pra ver porque o celular vibrava tanto.

Parecia uma maldita abelha.

- Nem pense em trazer chocolate pra ela, Meg... Ela é alérgica... - Falou mais alto, conforme abria o celular.

Quem raios estava mandando tanta mensagens?

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Lionel Kurt em Qui 12 Jul 2018, 04:15

-Concordo! Vamos sair correndo antes que a madrasta m´da branca de Megan apareça. – Disse gargalhando e arrancou com o carro.

-Sério? – Dizia respondendo Megan sobre Boston. – Então você deve conhece-la melhor que eu... Eu passei por lá uma vês ou duas... nunca gostei muito da cidade... como sempre viajei muito, sempre tinha esclala la... algumas vezes o voo atrasava e eu tinha que matar tempo, foi numa dessas que conheci o Don Capriatozzo, Melhor restaurante que a cidade pode oferecer... – Ria, fazendo pouco do restaurante. – Eu realmente não entendo essa parada de doar dinheiro...  Minha família sempre foi muito mesquinha nesse sentido. –Ele respirava fundo e continuava. – Felizmente eu viajei bastante... sei como é o mundo, qualquer centavo pode ajudar.... – Dizia e tentava ignorar o assunto.

Dirigia enquanto Megan falava. É tipo isso Megan, sem velozes e furiosos.

- Sério, eu não gosto do Tony... Ele é muito babaca, se acha demais. Do que adianta ser bonito se é um otário! –
No momento Lionel percebe o que disse. – Não que eu ache ele bonito, mas garanto que a maioria das meninas deve achar.

Então respondeu sobre serem o par imperfeito de Dux.

-Pare você, somos famosos em Dux, embora seja de u jeito ruim... –
Riu alto.

Então falou sobre mandar todo mundo se foder e começou a cantar. Karaokê Megan? Não somos japoneses pobres da terceira idade certo?

-Eu sinceramente passo a ideia de cantar em público... isso é coisa ou de cantor ou de pobre. – Ria mais um pouco. – Não que eu tenha preconceito... mas você entende né? – Então a próxima música começa a tocar. – Essa é velha, mas eu amo. – E cantava junto com ela.



Interrompia a cantoria para ouvir e responder Megan.

-Eu não parei de pensar nisso por um só minuto. Estou bem preocupado... Mas tenho quase certeza que Pietro saiu cedo e apressado pra resolver isso... assim que chegarmos vou mandar uma mensagem pra ele. – Ele parava para ouvir Megan. – Você sabe que a polícia seria a pior escolha. Seria manchete “Presidente ZBZ é viciada em sabe sei lá o que”. A gente fez o melhor que pode. Agora só nos resta as explicações da Cass... Por mais dolorosas que possam ser.

Lionel foi estacionado o carro após entrar no estacionamento da clinica. Já estava pronto pra descer mas Megan o segurou.

-Megan, eu estava tão confuso quanto todo mundo... Devo ter imaginado... Não vi nada na verdade. – Ele mentia para ela e para si mesmo. Não queria ser o louco da história.

Lionel ficou em silêncio ao ouvir o relato da garota. Era muita coisa. Muita coisa pesada. Agora a ele tinha uma opção, dizer o que tinha visto e se equiparar a ela e talvez se tornassem melhores amigos ou fingir que ela era louca e seguir sua vida de glamour.

Ele segurou o rosto da garota com as duas mãos.

-Muitas coisas aconteceram naquele hospital... comigo e com você... Visivelmente você sofreu mais, mas eu não quero falar sobre mim... só vi você desesperada lá... Por incrível que pareça, eu me preocupo com você... Não importa o que acontecer, estamos juntos nessa.... – Porque você foi meu primeiro beijo em Dux. (Cala a boca Alê, nem é por isso.)

-Eu vi a Izzy entrando, e então me levaram embora... Mas não se preocupe, seu segredo está guardado comigo Megan... Ninguém saberá, muito menos a Izzy. – Disse, soltando o rosto da garota. – Não precisa se desculpar... vamos ver Cassandra?

Lionel subiu com Megan... El poderi estranhar que ele parou no meio do caminho.

-Vou mandar umas mensagens agora, espero que não se incomode, não quero interromper nossa conversa com Cass.

Mensagem para Chris

Mensagem para Tony

Mensagem para Pietro.

- Oi oi oi menians- Dizia Lionel ao entrar no quarto. Obviamente não havia sido anunciado, pedido do rapaz, vai que a Cass devia alguma coisa que fugia né?

Ele parou ao lado da porta por uns instantes enquanto Cassandra falava. Pelo jeito Izzy já havia falado todas as novidades possíveis... Ok... Sem problemas... Lionel nem queria ser o primeiro mesmo. Ele se conteve a fazer suas piadas ridículas.

-Eu também não sei o que seria de você sem a gente. – Riu baixo – Ela te contou da bruxa má do Oeste? – Falou rindo mais um pouco, tentando amenizar o clima da sala.

-Sinceramente  esperava ver só uma loira quase morta na cama. – Disse rindo. E parou. – Nossa... desculpa... piada errada na hora errada... – Mas de certa forma serviria para quebrar o gelo.

-Exato... nem almoçamos ainda, viemos correndo. – Disse confirmando as falas de Megan.

Então vinha Izzy querer dar um de irmão ciumenta. Lionel fingia estar tímido.

-Ah... eu... Bem.. – Gaguejava propositalmente. – Minhas intenções? Bem... Sexo selvagem todo dia com cabeçadas no nariz.. afinal, ela é expert nisso, e eu estou ficando craque em esconder isso com maquiagem. – Dizia sério, segurando o riso. Mas logo explodia. – E eu não sei? Boba... que bom que chegou cedo pra fazer companhia pra Cass... – E olhava pra loira solidariamente.

-Alérgica a chocolates?! Que triste! Não imagino uma vida sem cacau. – Dizia rindo e sentava em no sofá. – Então Cass... Como você está? Espero que bem... – Fazia uma pausa. – E, ao contrário da Megan, eu realmente quero saber quem fez o vídeo. – Parou por mais alguns minutos. – Sei que você é a presidente, mas pelo jeito, somos as únicas pessoas que sabem o que aconteceu, então... acho que você deve se abrir com seus atuais melhores amigos, ou não deve?

Olhava com um tom intimidador para Cassandra. Me julguem Izzy e Megan, me odeiem se for o caso, não vim aqui pra abraços e carinhos.
avatar
Lionel Kurt

Nacionalidade : Wellington, New Zealand
Idade : 18
Cargo : Calouro (?)
Humor : Indiferente
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Qui 12 Jul 2018, 11:51

Tem ué.
 
Pra querer que as pessoas liguem no dia seguinte no mundo de hoje, isto é MUITO romântico!
 
Cass ficava olhando para Izzy rir assim e logo ela arqueava a sobrancelha, ela dizia que não tinha nada de romântico nisto, mas que não iria mais opinar sobre aquele não-relacionamento de Cassandra.
 
- Não tem problema conversar sobre, mas é que....eu não acho estranho ele não estar desesperado por noticias minha...Eu já tive alguém assim, Izzy. E de algum modo absurdo eu precisei fugir disto para me sentir viva...
 
O que você faz para se sentir viva Izzy?.
 
Mas logo Lionel e Megan entravam, e então Megan falava que estavam fugindo de Claire.
 
- Da Claire?....
 
E Megan explicava que Cassie precisava responder a menina antes que ela colocasse fogo em alguém.
 
- Tudo bem Megan, eu falo com a Claire, ela é um amor.
 
Oremos, e descobriremos em que mundo Cassandra vive.
 
E Cassandra ria junto com Megan quando ela contava o que aconteceu. Mas logo ela ficava seria ouvindo Megan falar o que tinham feito para que ninguém desconfiasse do sumiço dela, ressaltando tudo que Izzy tinha lhe dito.
 
Cassie consentiu em positivo sobre descobrir quem tinha feito aquilo com ela.
 
E logo Lionel fazia aquela piada, mas Cassie ficava um tanto seria. Mas logo sorria de leve a ele.
 
- Estou viva ainda, Lionel...
 
Agora Izzy ia tirar satisfações com Lionel, mas tudo não passava de brincadeira, Cass ia até a mesinha e pegava um copo de agua dando um gole, enquanto eles falavam da alergia dela.
 
E então Lionel falava diretamente com ela agora, dizendo que queria saber quem fez o vídeo, e que eles eram as únicas pessoas que sabiam o que aconteceu e ele logo lhe colocava uma condição.
 
Cassandra afastava o copo dos lábios, o olhando confusa.
 
E ela devia dizer que o fato de você ter saldo ela Lionel, ou melhor, ajudado, será que sozinho você agiria igual? De todo modo, não te dá direito algum sobre a vida dela ou as pessoas da vida dela, ela não te deve nada.
 
Só a vida. A reputação, a Presidencia, o mundo!
 
CALA A BOCA.
 
Mas como é a Cassandra.
 
- Bem...
 
Ela sentava-se a uma poltrona de frente pra eles, e logo acomodava o copo na mesinha.
 
- Eu sai com uma pessoa e eu realmente não posso entrar em detalhes Lionel, só te adianto que ninguém aprovaria isto, caso virasse um relacionamento. E também que eu tenho certeza que “esta pessoa” não seria capaz de fazer isto comigo ou com qualquer outro ser humano no planeta terra. De todo modo, eu não lembro do que aconteceu, eu mal lembro de fazer este vídeo...Eu realmente nem sabia que era tão...
 
Pausava..
 
- Desenibida assim....
 
Ela fazia com a mão sinal de pouco.
 
- Bebi um pouquinho assim.... acho, devo ter ficado alegre, os médicos disseram que é muito recente e com o tempo devo lembrar de mais detalhes.
 
Cass encolheu os ombros.
 
- Eu sei tanto quando vocês....
 
E logo os olhos foram a Lionel.
 
- Obrigada por se preocupar comigo.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Lionel Kurt em Sex 13 Jul 2018, 06:54

Lionel encarava a moça loira com as sobrancelhas arqueadas. Parecia totalmente incrédulo ao que ela dizia, ou pelo menos custava a acreditar.

-Cass... – Disse sem se levantar. – Não estou querendo ser rude, nem exigir nada... mas mesmo te conhecendo a pouco mais de três dias, fiquei preocupado contigo, assim como as meninas aqui. Então, pode confiar na gente... estamos tentando te ajudar.

Fez uma pausa e ouviu a loira. Levantou-se e foi até perto de onde Cassandra estava.

-Cassandra, não adiantaria pra mim você dar nomes... cheguei aqui anteontem, não conheço ninguém no campus. A minha pergunta foi se você sabe quem fez o vídeo, porque poderia não saber... ai as coisas complicariam... vai que essa pessoa te drogou e fez o vídeo contigo... Mas pelo que eu percebi não foi o caso, foi consentido. – Ele fez uma pausa, olhando em volta, parado em pé em frente a garota. – Não se preocupe... Não quero tentar te prejudicar, nem eu, nem ninguém... você deve estar confusa. – Deu as costas a ela e voltou a sentar. – Quando você tem alta? Pela sua cara, você precisa de, no mínimo, uma tarde fazendo compras no Shopping e uma barca de sushi. – Lionel riu.

Lionel não era má pessoa e, por incrível que pareça, estava preocupado com a presidente, mas era egocêntrico demais para admitir isso cem por cento. Mas ele estava lá, o que era grande coisa.

- E sério, espero poder deletar você com essas roupas... está Uó.- Riu mais uma vez.

Ficou em silêncio mais alguns minutos e então falou algo que estava o remoendo por dentro.

-Gente, sei que não é o momento, mas eu não consigo mais segurar... desde que li a gossip... vocês acham que eu pareço gay?
avatar
Lionel Kurt

Nacionalidade : Wellington, New Zealand
Idade : 18
Cargo : Calouro (?)
Humor : Indiferente
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Sex 13 Jul 2018, 14:20

Izzy ria da resposta de Lionel.

Mais ainda.

Afinal, era legal zuar a irmã.

Mas logo Lionel repentinamente colocava Cassie na parede.

E Izzy arqueava a sobrancelha, a observando. Aposto que queria ter ficado sozinha comigo por mais tempo, não é, Cassie?

Então voltou a atenção ao celular e cerrou os olhos.

Mas que raios?

Digitou rapidamente uma resposta que eu sei que vocês devem estar morrendo de curiosidade para saber, mas a mestre mandou ficar em segredo, então morram!

Em seguida guardou o celular novamente na bolsa.

E então ergueu o olhar para Cassie, Lionel e Megan.

Poderia intervir e ajudar Cassie, não é? É, poderia.

Mas, também queria saber aquela resposta.

Por outro lado...

- Lionel, o médico pediu para que a gente não pressione muito a Cassie... Ele disse que, por conta do medicamento usado por eles, a memória de curto prazo dela poderia oscilar um pouco. Ela até tentou me contar o que houve, mas não conseguia se lembrar muito bem... Então vamos deixar a poeira baixar um pouco - Ela dizia com um sorriso leve - Em breve ela vai parar com essa medicação maluca e nos contará detalhe por detalhe, afinal, todos nós estamos curiosos para saber sobre isso. De qualquer modo, também já aconselhei ela a tomar cuidado com esse namorado dela por enquanto... Ao menos, ter cautela, já que não sabe dizer exatramente o que houve... - Ela deu de ombros.

E então sorriu mais largamente - Mas se quiser, podemos arrumar soro da verdade e torturá-la! Isso seria massa! Sempre quis torturar alguém! - E riu, piscando para Cassie em seguida.  

E então Lionel fazia aquela pergunta.

Izzy suspirava e desviava o olhar, olhando para os próprios pés.

Em seguida voltava o olhar para Lionel - Você dá pinta as vezes... Mas isso importa? Última coisa que deveria ser importante para as pessoas é sua sexualidade. Ao menos para pessoas que não querem te levar pra cama. A única pessoa que pode dizer se você é gay ou não, é você... E, seja você gay ou não, você é um cara legal, Lionel. Ter você por perto é um privilégio... Fodam-se o que os outros pensam e como você age...- Agora era a vez dela piscar para você, Lionel - Mas até entendo você ficar em dúvida se parece gay ou não, depois de beijar a tão máscula Megan - E provocou a irmã, ainda com um sorriso nos lábios - Mas deixa eu te perguntar uma coisa: Em uma cama está a encantadora Megan, não usando nada além de uma meia sete oitavos e cinta liga. Na outra, Pietro não usando nada além de uma coleira para colocar em você. Qual cama você vai se brincar?- Ela perguntou, com o sorriso arteiro maior do que nunca. E esperou, por alguns segundos. Acrescentou, logo em seguida -  E não, não precisa responder... Mas acho que sua cabeça vai te dar a resposta...

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Lionel Kurt em Sab 14 Jul 2018, 06:07

-Eu só nunca te perdoarei se for o Tony... Por que né... você consegue coisa bem melhor. – Dizia rindo.

Então Izzy falava sobre o soro da verdade. Lionel ria.

- Não seria má ideia Izzy, aplicamos o soro e descobrimos tudo... Mas a onde estaria a emoção? Seria fácil demais! – Disse rindo.

Então via as respostas sobre a pergunta sobre ele parecer gay. Izzy brincava com ele e enquanto falava o rapaz corava, visivelmente envergonhado.

Um turbilhão de ideias passou em sua cabeça enquanto Izzy falava. E eu sei que vocês querem saber o que ele escolheria, mas não vou dizer, não porque eu seja mau, mas porque eu não sei, assim como Lionel ficou bem confuso na hora. Corou muito, isso é verdade e ficou aliviado ao ouvir que não precisaria responder.

- Izzy... você é um vaca! – Disse respondendo a garota. – Acho que vamos nos tornar melhores amigos.  – Ria alto e então voltava-se a Cassandra. – E a senhorita... está precisando conhecer pessoas novas.. Tenha alta logo e vamos pra uma balada! – Ria mais alto.  O clima tenso havia se dissipado.
avatar
Lionel Kurt

Nacionalidade : Wellington, New Zealand
Idade : 18
Cargo : Calouro (?)
Humor : Indiferente
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Megan Blackburn em Sab 14 Jul 2018, 21:02

Se estivessem no quarto de uma delas ia ter guerra de travesseiros naquele exato momento, depois que ela ouviu a frase sussurrada em seu ouvido da irmã mais velha. Ela precisava sentar e conversar com a irmã, precisava dela para desabafar, e a faria jurar que nunca mais ficaria sozinha no mesmo espaço que a Médica e o Monstro.

Megan estava devidamente perdida em Dux.

Ela era a garotinha dos olhos dos pais, a que mais sorria e acenava, e que mais sabia fingir felicidade quando desejava era mesmo mandar tudo a merda, montar uma banda de rock roll de garagem e sair pelo Mundo sem representar aquele papel de garota doce, querida, e atenciosa. Ficou absorvida em algumas lembranças como flashes surgindo em sua mente já conturbada perdendo alguns trechos da conversa que rolava no quarto de Cassandra.

Apenas voltou a si quando escutou Lionel prensar Cassandra com aquelas perguntas, que deveriam ter ido como socos no estomago da Presidente, não se fazia isso logo de cara, a garota estava mal ainda, era como perguntar a quem teve uma overdose onde achou a porcaria da droga, no dia seguinte. Nunca usou aquelas coisas, mas já havia visto infelizmente muita gente sofrendo daquele mal. Afinal nem todos os filhos de pessoas renomadas tem a vida brilhante que a sociedade pensa que eles têm.

Megan era prova disso, mas o vício dela era voltado para outro ponto, (in)felizmente.

Quase fez menção de protestar quando ele terminou os questionamentos para Cassandra, mas afinal por quem eles estavam colocando a mão no fogo? Pouco sabia sobre a Presidente, quem garantia que aquele ato vingativo não teve seus motivos? Ou a inveja dos mortais era tamanha que Cassandra atraiu a Ira de pessoas dispostas a machucar, mesmo que para isso não precisassem bater, socar ou tirar qualquer filete de sangue.

Machucaram ela no interior, o que poderia ser pior.

Ferimentos cicatrizam, se bem tratados quase nem são mais notados.

Izzy ia tirar satisfações com Lionel por estar andando com a caçula dela, e tentou parecer braba, mas mal ela sabia que o hanster Hantaro de um antigo anime era mais ameaçador, segurou o riso para não tirar a fama de que baixinhas eram brabas, da irmã.

Lionel perguntava por fim se as garotas o achavam gay.

Really? Bem, se ela fosse o julgar pelos modos estranhos aos espécimes heterossexuais e másculos, sim, ele seria considerado gay, um tipo de melhor amigo, do pior tipo, do sincero, daqueles que falam na sua cara como você está um lixo, mas mesmo assim que pretende te ajudar a pelo menos ser um lixo coberto de purpurina dourada.

Não falou nada, deixou eles conversarem, e pegou o celular, lembrando de pegar bônus num joguinho que instalou no mesmo. Bônus diário era sempre bem-vindo. O mundo caindo, Cassandra ainda se recuperando de uma overdose, Lionel com problemas claros sobre sua sexualidade, a irmã finalizando com aquela comparação sexual e a resposta dele. Okay, passa a régua e fecha a conta, pelo rubor na face do rapaz, era óbvia a escolha dela, era Pietro. Deve ser porque Izzy exagerou e jogou logo o italiano deus grego na imaginação de Lionel.

Ah, ela notou que a irmã digitou algumas mensagens, mas nada falou.

Voltemos, a questão que Izzy levantou sobre o que Lionel escolheria.

Isabella Blackburn, na sua lápide vai estar escrito algo bem tenebroso, criatura das trevas com o sorriso de Lúcifer.

- Perdi pro Pietro, era só o que me faltava, não dava para achar outro cara para fazer a comparação, Isabella? – Ela usou todo o nome da irmã, completinho, inteiro, só faltou o Blackburn o que significaria – estou MUITO PUTA com você - , guardou o celular na bolsa, e suspirou fundo, encostando mais e ajeitando a cabeça no mesmo jogando-a para trás.

- Você mencionou a câmera que nos gravou no porão, ou apenas a gravação do celular? – Falou de um modo mais sério, olhando para a irmã, e depois para Cassandra.

- Porque a esta hora alguém em Dux tem todos os que te ajudaram Cassandra filmados e no bolso. Se as aparências importam ao nível que penso em Duxhill estamos mais do que ferrados. Porém... – Ela finalmente levantou e sentou no braço do sofá em que estava. – Ninguém que te ajudou foi obrigado, portanto, se houver consequências devemos aceitar de bom grado e tentar provar que nada fizemos de errado.

- Mudando de assunto... Cassandra, como foi a eleição que te tornou Presidente? Fiquei curiosa, não vi muito sobre isso na ZBZ. Li o manual, não se preocupe. Geralmente são as mais velhas que acabam sendo escolhidas, faz tempo que você chegou na ZBZ? – Duvidando do seu potencial? Jamais, ela viu a paciência enorme e a classe com que Cassandra lidava com as coisas, mas, a palavra vingança não saia da mente de Megan. E saber um pouco da história dela ao menos ali em Dux seria interessante, talvez uma peça do quebra-cabeça.

Pegava o celular de novo, digitava uma mensagem, para a irmã.

“Preciso te contar o que vi no Hospital, a noite vem no meu quarto.”

Voltava sua atenção para Cassandra, desejava saber porque alguém queria atingir tanto assim a reputação da Presidente.

avatar
Megan Blackburn

Nacionalidade : Londos, UK
Idade : 18
Cargo : Caloura
Humor : Hiperativa -Ahloka.
Mensagens : 98

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Seg 16 Jul 2018, 15:33

Cassandra ria baixo quando Lionel falava sobre Tony, quebrando todo o ar inquisidor, e logo Cassandra sacudia a cabeça em negativo.
 
- Somos bons amigos, apenas....
 
Logo Izzy vinha em seu socorro e os olhos claros de Cassie foram aos da menina e era nítido que ela agradecia mentalmente. Vinha a brincadeira sobre soro da verdade que fazia Cassandra rir de leve.
 
- Vocês descobririam coisas terríveis...Eu teria que matar vocês.
 
Ela dizia olhando os três serio, mas depois ria de leve.
 
Também sei brincar.
 
E então Lionel levantava aquela perguntava e Cassandra abria mais os olhos.
 
- O que?...
 
Ela ficava confusa e apontava com um dos indicadores para Megan e com o outro para Lionel.
 
- Mas vocês...Não?
 
Ela sacudia as mãos ao ar ainda mais confusa, olhando Lionel e Megan.
 
- Vocês falaram que estavam de mãos dadas e a Claire...e...
 
E claro que Lionel tinha aquele jeito....diferente.
 
Mas a grega não o julgaria por isto. E então vinha Izzy com aquela comparação e aquela escolha, que fazia Cassandra fitar Lionel, era obvio que estava curiosa pela resposta dele, quem não estava?
 
Mas Izzy dizia que não precisava responder.
 
Precisa sim!
 
Como não?
 
E então Lionel parecia nem mesmo ele saber a resposta, os olhos foram para Megan, que não fazia nada.
 
Sorte sua viu Lionel, que Blake não habita mais em Dux, porque você ia tomar uma chave de perna no mesmo instante e ia decidir rapidinho!
 
Enfim, ele dizia que precisavam ir pra balada e Cassie suspirava.
 
- Quer me deixar ainda mais confusa, Lionel? Me arrumar mais problemas....
 
E diga-se problemas. MACHOS.
 
Ela sorria para o rapaz, e então Megan começava a falar questionando sobre ser comparada a Pietro, Cassie suspirava de leve, brincando.
 
- Ele é fora de sério mesmo.
 
Cassie, se situa!
 
Megan logo dava mais detalhes sobre a gravação e sobre a situação e Cassandra ficava seria, depois vinha aquela pergunta, ela respondia de prontidão.
 
- Sou nova como vocês, recebi um convite, na minha cidade na Grécia eu tinha alguns estudos e trabalhos voltados ao colegial e a comunidade, me disseram que foi devido a isto que fui escolhida, além do meu currículo que Dux analisou, que era a primeira vez que Dux faria isto, era um projeto experimental. Eu e Pietro somos calouros...assim como vocês....
 
Era quando o medico entrava a sala, depois de bater duas vezes.
 
- Boa Tarde...boa tarde...Lamento interromper, mas já esta no horário da refeição e dos remédios da nossa querida Cassandra, vocês podem voltar no mesmo horário amanhã.

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Megan Blackburn em Seg 16 Jul 2018, 20:35

Lionel seu silêncio e aparente confusão em responder aquela pergunta provocativa da irmã mais velha da doce Megan, acordou o demônio dentro dela, e por dentro ela estava com esta imagem mental sobre sua pessoa.



Mas, mostrou-se contemplativa, cm um meio sorriso no canto esquerdo da boca, como alguém que concluía algo que tinha dúvidas. Ser trocada por uma garota, tudo bem, mas por um homem era quase como um tapa na cara, ao menos para Megan.

Mas, venhamos e convenhamos, eles nada tiveram além de um suave beijo naquela brincadeira infeliz inventada pela doce Presidente das ZBZ’s, que resultou na fama dela como galinha oficial da Casa Pink.

Okay, não sentiu-se bem e se Izzy a conhecia bem, notaria isso.

- Eu vou é ficar longe de qualquer evento social, sobrevivemos aos dois primeiros, o terceiro não se sabe... – Não dava para perceber o tom da frase, se era ironia, sarcasmo, ou mesmo apreensão, bem possível que fosse o último, porque já se arrepiava em ler a próxima mensagem da GOSSIP, assim como pensar no que haveria num terceiro evento.

- Relaxa, chegamos de mãos dadas justamente para falarem de nós, e esquecerem de você. Se deu certo não sei, mas ao menos a Claire esqueceu o momento de fúria por não saber onde você estava e fuzilou a gente... – Riu baixo lembrando da cara de braba da garota quando os viu. Mas, também ficou receosa pelo modo estranho como ela segurou seu braço na sessão de “cinema” ao ar livre. Como se Megan, uma novata soubesse onde a Abelha Rainha poderia estar.

Mesmo com aquele sorriso dissimulado ela queria era sumir daquele quarto e ir para outro local, ares novos e deu graças pela presença do médico que chegava dizendo que o horário de visitas tinha acabado. Mas, pensou a respeito do que Cassandra disse sobre tanto ela quanto Pietro serem novatos assim como eles, em Dux.

Na verdade achou estranho, era um tipo de quebra de regras e ali naquele local o que mais pareciam respeitar era justamente as regras de ambas as Casas.

- Tudo bem, Cass, então não vai ter alta hoje, descansa bem, e qualquer coisas nos mande mensagem., liga, sinal de fumaça... – Tirou da bolsa um carregador de celular e deixou numa mesinha perto da garota, era o do celular dela, julgando que fosse da mesma marca, isso poderia ajudar, caso a bateria dela acabasse. Claro que uma clínica como aquela eles poderiam providenciar isso, mas era um modo de precaver-se. Pegaria o da irmã ou de alguma das abelhas depois.

- Lionel vai me levar num Restaurante que disse ter vindo aqui em Boston uma vez, e a senhorita Isabella está convidada a vir junto, quem sabe não chamamos Chris se ele não estiver enfiado na biblioteca estudando ou em algum outro canto da Universidade, que tal? – Falou indo até Cassandra, dois passos separando-as.

- Por favor, avisa na ZBZ que você está bem, e que logo volta para lá. As garotas estão muito preocupadas, de verdade. Se cuida, moça, se quiser voltamos amanhã. Até mais! – Agora sim foi gentil de verdade, assim como no convite estendido a irmã mais velha minutos atrás. E fez menção de sair, quase puxando Lionel pelo braço direito, e dado “tchauzinho” para o médico.
avatar
Megan Blackburn

Nacionalidade : Londos, UK
Idade : 18
Cargo : Caloura
Humor : Hiperativa -Ahloka.
Mensagens : 98

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Lionel Kurt em Seg 16 Jul 2018, 21:30

-Já tentaram isso Cass, com um carro... acho que não morremos tão fácil. –Disse, respondendo ela sobre ter que matá-los.

E então a reação de Cass sobre a pergunta a respeito de sua sexualidade.

- Bem... você não deve ter lido a Gossip ultimamente. – Disse corando e balançando a cabeça.

E então vinha Izzy com suas brincadeiras.

Lionel sorria de leve enquanto a conversa se desenrolava, mas mentalmente estava procurando, em suas memórias, outras faculdades que pudesse se matricular para poder se esconder de todo o burburinho que estava havendo a respeito de sua sexualidade. Isso realmente importa? Talvez não pra maioria, mas pra ele...

-Hey, eu não disse isso Megan! – Disse levantando as mãos no ar se defendendo.– Obvio que eu escolheria você! Jamais nessa vida usaria uma coleira! – Disse rindo.

E então Cassandra falava sobre mais dor de cabeça.

-Ah Cass, nem todos precisam ser Ogros, vez ou outra aparece um príncipe encantado pra aliviar um pouco a vida em vez de trazer mais problemas.- Apenas sorriu.

Mas ai vinha a resposta de Cass falando sobre Pietro ser fora de sério. Lionel estreitou os olhos com um sorriso maligno. Bingo! Achamos seu príncipe Cassandra, agora só temos que fazer os dois entenderem que são um casal perfeito. Não se preocupe, perder Pietro para você era bem aceitável Cass, alias, nem seria uma perda, não se perde o que não é seu.

Lionel ria maquinando seus planos pra juntar os dois e desviou os olhos rapidamente para Izzy, precisaria de ajuda e não via ninguém melhor. Depois te conto tudo Izzy. (risada maléfica mental)

Vamos voltar aos assuntos importantes agora. A gravação.

-Pietro ficou com a câmera. Nesse momento já deve ter um nome ou pelo menos o IP de quem estava nos filmando.

E então sobre a entrada dos dois em Dux.

-Que estranho. Vocês dois serem calouros no mesmo ano... e... acontecer isso logo no começo do ano. – Por um momento Lionel lembrou da cena do porão, do pingente. – Acho que quem fez isso não queria atacar só você Cass, mas sim os dois presidentes novatos... Tenho quase certeza que Pietro encontrou algo lá, mas preciso confirmar com ele antes de ficar espalhando boatos. – O rapaz não iria contar de cara. Sabia bem o que Pietro havia encontrado, embora não soubesse muito sobre o irmão do rapaz.

E então o médico entrava interrompendo a visita. Mais detalhes nas cenas do próximo capítulo pessoal.

- Ah sim, o restaurante.  – Olhou para Megan. – Vamos todos, acho que Chris pode aparecer por lá. – Disse levantando-se e se aproximando de Cassandra para abraça-la. – Até mais Cass, melhoras. – E então sussurrou em seu ouvido. – Não se preocupe, todos nós cometemos erros, o importante é não deixar a coroa cair. – Disse se afastando e piscando para ela. – Nos mantenha informados. – foi na direção da saída. – Você está de carro Izzy? Senão te dou uma carona.

E saiu rumo o estacionamento.
avatar
Lionel Kurt

Nacionalidade : Wellington, New Zealand
Idade : 18
Cargo : Calouro (?)
Humor : Indiferente
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Isabella "Izzy" Blackburn em Ter 17 Jul 2018, 15:22

De nada, Cassie. Vou cobrar mais tarde, viu?

Só avisando.

Mas logo aquele assunto ficava para trás e o foco era Lionel.

E aquilo a divertia, era claro!

O sorriso não abandonava seu rosto.

- Muu... – Respondeu a Lionel, rindo em seguida.

Então a irmã a chamava de Isabella.

PERIGO.

Corram para as colinas!

Ok, ela estava brava, objetivo alcançado!

Izzy continuava rindo.

- Ué, tinha que ser alguém do seu nível... Você que está se diminuindo. E meu nome é Izzy! I-Z-Z-Y! Iiiizzy! – Argh! Odeio quando falam meu nome inteiro assim.

Me sinto com oitenta anos de idade.

Mas, quer se sentir velha? É só ver como Cassie age desconcertada ao saber que Lionel e Megan não estão juntos.

Sabe, Cassie, você não faz muito sentido. Primeiro passa a imagem de descolada em um relacionamento puramente “one nigth stand” e agora age assim?

Eu que sou a romântica, certo? Nunca vou me esquecer dessa!

- E sim, ela está sabendo que filmaram a gente e que o Pietro levou tudo para sabe lá deus quem investigar... Sou a competência em pessoa, você sabe disso... Não é, Cassie? – E olhou para Cassie por alguns segundos, a encarando com um meio sorriso.

Porém, logo ela voltava a atenção para Cassie explicando como tornou-se presidente.

Aquilo era... Curioso.

Deu de ombros ao pensar um pouco a respeito.

- Vou com vocês, estou de carro, fica tranquilo... Ficar de vela e atormentar ainda mais minha irmã por ficar me chamando de Isabella! – Isso IRRITA!

Finalmente aproximou-se de Cassie e lhe deu um beijo estalado no rosto, a abraçando em seguida.

Um abraço um pouco demorado e bem apertado.

Viu? Levei em consideração o salto que a gente deu de intimidade.

Você deu liberdade, agora aguenta!

- Se cuida, Cassie... Qualquer coisa me manda mensagem ou liga...

E seguiu a dupla.

_________________
avatar
Isabella "Izzy" Blackburn

Nacionalidade : London, UK
Idade : 19
Cargo : Caloura
Humor : Meio difícil definir...
Mensagens : 219

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Cassandra Dylan χλωρος em Ter 17 Jul 2018, 16:48

Muita informação, muita informação.
 
Cassie ainda estava com os dedos pra la e pra cá, tentando entender a situação de Megan e Lionel.
 
- Ah ta....entendi...ta bom, ta bom.
 
Fitou Megan com carinho.
 
- Obrigada então Megan, por me ajudarem, eu quem deveria cuidar de vocês, mas assim que sair daqui é o que vou fazer, prometo....
 
Lionel buscava se entender com Megan, visto que pareceu que ele escolheria Pietro, e não dava para culpar ele, certo?
 
E ele falava sobre Ogros e Príncipes encantados e Cassandra preferia não falar nada, provavelmente ela tinha deixado o Príncipe na Grécia para ficar com o Ogro em Dux.
 
Falavam sobre eles serem calouros e serem escolhidos para ser presidentes, e Cassandra parecia não ver muita maldade disto. Mas todos ficaram com a pulga atrás da orelha, era evidente.
 
Falavam da câmera e de que Pietro encontrou algo mais no local e Cassie respondia.
 
- Vou ligar pro Pietro, ver como está tudo, eu mantenho vocês informados...
 
Izzy falava sobre ser a competência em pessoa e Cassie sacudia a cabeça em negativo e erguia as mãos ao ar.
 
- E que ninguém nunca duvide disto...
 
Logo Lionel vinha abraça-la e Cassie envolvia o rapaz carinhosamente, lhe dando um beijo a bochecha, ouvindo o que ele dizia ao ouvido dela, ela ria baixo, e sussurrava.
 
- Jamais....

Megan logo se despedia dizendo que iam comer juntos e Cassandra somente sorria para ela, vendo o cuidado que ela tinha em deixar um carregador para ela.
 
E por fim izzy se aproximava e a envolvia em um abraço demorado, Cassie envolveu os braços a menina e fechou de leve os olhos, sorrindo após o beijo ao rosto.
 
- Obrigada, Izzy...
 
Logo afastou-se e ia deixar a garota sair, mas deu um passo na direção dela e segurou sua mão, em um gesto rápido aproximou o rosto do dela, Izzy podia sentir os fios dourados ainda molhados roçar a sua face, aquele perfume cítrico da grega, que quase parecia natural.
 
Os lábios encostavam de leve no ouvido dela e ela murmurou.
 
- Eu quis saber como era, não...me obrigaram....
 
Cassie logo afastou o rosto, e mordeu de leve o lábio inferior com um ar apreensivo para Izzy.
 
Culpado.
 
E então fechou a porta do quarto, suspirando fundo.
 
Como diabos ela ia contar isto para todos e ficaria ainda mais pior e comprometedor para ela? Mesmo sentindo-se covarde sabendo que todos arriscavam seu pescoço ali, confiando que ela realmente havia sido...
 
Obrigada?
 
Obvio que ela não pediu uma overdose, mas....a primeira vez...
 
Consentiu.
 
Ela queria!

_________________
If it is opportunity, go through. If it is destiny, go ahead.

it will never be about me, it will always be about you ...



avatar
Cassandra Dylan χλωρος

Nacionalidade : Americana
Idade : 23
Cargo : Nenhum.
Humor : Péssimo.
Mensagens : 213

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 233 - Cassandra

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum