Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Duxhill University em Ter 07 Jul 2015, 20:30

Não havia tempo para explicações. E a forma como Zachy e Aaron se viam envolvidos em todos aqueles mistérios e descobertas, faziam com que eles não pensassem em mais nada. Ambos entravam ao carro de Zachy e o rapaz acelerava para Boston.

Tinham que voltar a tempo do pronunciamento, mas parecia ser uma visita rápida. Será?.

De todo modo o carro atravessou a ponte a qual Jeff, Lou e Troy tem profundo trauma, e logo chegavam a Boston.

O GPS indicou o caminho correto em pouco tempo vocês estavam na região menos nobre de Boston, e com aquele carrão, hm? È melhor vocês riquinhos se cuidarem.

Fato é que chegaram até aqui não vão retornar, em pouco tempo vocês param em frente a uma casa de aparência a abandonada. E tem certeza que estão no endereço certo.

Mas porque um rapaz que parecia ter um futuro tão brilhante foi morar numa casa como aquela, num lugar como aquele?

E quem era William Forrest? Afinal as pesquisas haviam apontado Zachy, e eu esqueci de mencionar, Forrest era filho único. Seu pai era tido como desaparecido, e sua mãe a Sra Forrest, estava em uma casa de repouso.

Vocês atravessavam um pequeno jardim e logo estavam a residência, estava completamente abandonada, com falta de pintura, paredes caindo aos pedaços, vidros quebrados.

Imóvel:

Portanto vocês iam até a porta, e batiam a mesma, obvio que não recebiam resposta alguma. E usando um pouquinho da força que eu sei que vocês tem, vocês forçam a porta que estava emperrada e logo entravam ao local.

Se deparando com uma sala extensa, mas sem qualquer móvel, apenas um colhão velho jogado ao centro, cortinas caídas, enfim a aparência do abandono.

E eu juro pra vocês, a casa parecia completamente vazia de móveis, fora este colhão, e um tapete mais próximo da área que liga a sala e a cozinha.

Ambiente:

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Ter 07 Jul 2015, 20:52

Ele mantinha os olhos fixos na estrada, e sempre que possível, a Veneno fazia jus ao seu nome, roncando como um felino em fúria.

Ainda assim, ao volante, Zack tinha a calma de uma velhinha que sai aos domingos de manhã para fazer compras.

- Complicado é um elogio bonitinho. Não acredito que ela esteja tentando uma reaproximação… Ela só… Gosta de jogar, por assim dizer. E joga do modo mais sujo possível. Para ser sincero, eu não faço ideia do que poderia atraí-la a este rolo todo. De qualquer modo, coisa boa não é… Por isso devemos ter cuidado neste maldito lugar que ela indicou. O fato dela ter conseguido mais informação que meu contato me deixa maluco também… - Ele revirava os olhos. O bom humor que ele ostentava pela manhã tinha realmente diminuído consideravelmente.

E se ressaca e um bando de noivas cadáver não tinha tirado o humor dele, como aquela garota conseguia?

- Enfim, você falou de Elizabeth… Ela apareceu para você? Mais uma noiva? - Ele perguntava sem desviar os olhos da estrada.

Conforme o cenário ia mudando, tornando-se uma periferia… Zachary resmungava – Promissor…

E realmente teriam que tomar cuidado ali, já que com o carro dele, era possível ele comprar praticamente o bairro todo para si.

Logo estacionou a Veneno em frente a casa, no mesmo momento em que o GPS dizia “Você alcançou seu destino”.

- Fica a cada minuto melhor… - Mais um resmungo, tão bem-humorado quanto o primeiro.

Ao descerem, Zack olhava em volta, para ver se não havia ninguém por perto. Nenhum olhar curioso ou mesmo ameaçador.

E só então seguiria Aaron até a porta.

Assim que viu o britânico batendo nela, teve vontade de rir, mas se conteve e disfarçou. Britônicos e sua educação, se anunciavam até em uma casa abandonada.

- Acho que tudo o que vamos encontrar são alguns viciados fumando alguma coisa legal, ou algum casal de adolescente fazendo a casa de motel… - Ele dizia conforme empurrava a porta, e com a ajuda de Aaron, a abria.

O cheiro de coisa velha e estrada invadia suas narinas no mesmo instante.

Cheiro de madeira podre.

Urina de gato.

Por que raios estou entrando nesse lugar?

Ah já sei, era o motel que Dianna usou semana passada.

- Se não tiver nada aqui, juro que mato aquela vaca quando voltar… - Ele resmunga, conforme se aproxima e dá um puxão nas cortinas já caídas, para iluminar melhor o lugar, conforme ia mexendo nos papéis jogados pelo chão, usando na maior parte do tempo, os pés.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Qua 08 Jul 2015, 01:43

Enquanto eles seguiam com Poison Ivy e Zachary começava a falar, Aaron digitava uma mensagem para Valentina. Pode parecer besteira ficar avisando tudo o tempo inteiro, ainda mais considerando que eles estavam rumando para um relacionamento, mas aquilo era absolutamente necessário.

Por um único móvito – que ia além da “coleira”, se é que existe uma Aaron:  Eles não sabiam se voltariam.

Desde que essa aventura tinha começado, Aaron tinha a ideia fixa que este poderia ser o último momento dele.

Paranoia?

Tente ficar calmo depois das coisas que eles passaram! Por isso mesmo, ele mandou um SMS para Valentina

“Tina, espero poder falar com você depois do pronunciamento. Você recebeu as fotos que eu mandei?
Algo estranho aconteceu na biblioteca. Eu encontrei uma pessoa importante: Elizabeth Thorne. Só posso explicar pessoalmente tudo o que ela me disse. Sim, ela conversou comigo.
Bom. Zachary recebeu uma mensagem de uma ex-namorada que parece bastante interessada no nosso caso também. Ela deu o endereço de uma residência em nome de William Forrest. É o mesmo sobrenome de Jhonas. Podem ser parentes ou não. E começo a pensar que talvez seja uma cilada, visto que os dois não terminaram bem.
Enfim.
Espero poder voltar para a minha consulta...rsrs
A.”

E aquela duvida realmente tomou voz.


- Mas...Se você não confia nela, como podemos simplesmente correr para esta pista? Sei lá, eu acho certo, acho que faria o mesmo no seu lugar. Até porque eu estou indo com você. Mas...Certamente não é a coisa mais prudente que fazemos, Zachary.

Ainda mais quando vocês entram naquele bairro.

Aaron não conhece a geografia de Boston e seus principais bairros. Ponto! Se soubesse que o bairro era daquele tipo, teria alugado um carro! Chamaria menos atenção do que Poison Ivy ou 007!

Meu Deus! Vão vender os seus preciosos rins!!!

Aaron ficou um pouco mais sério e engoliu em seco. Ouviu as duvidas pertinentes de Zachary.

- Sim, ela apareceu para mim.

O britânico confirmou, abaixando um pouco o olhar.

- É a segunda vez, na verdade. Na primeira foi naquele deja vu que já te contei. Mas agora...Ela falou comigo, Zachary. E foi a primeira vez que ela falou demonstrando que era ela. Nas outras vezes, ela me ajudou a sair de situações de risco, a tomar decisões quando meu cérebro falhou por um segundo. E agora...Agora ela apareceu...

E ela era linda.

E droga! O coração dele se aquecia ao lembrar do rosto dela.

Por que?!

- Ela não era uma das noivas, na verdade, disse que era uma das culpadas. Do que? Eu não sei. Mas ela repetiu a frase do livro. “Nós o criamos...”. Uma brincadeira que tomou vida e resolveu puni-los pelos crimes. Não como redenção, como justiça. Ela não pode fazer nada para terminar o que começaram. Mas disse que eu poderia e que eu precisava.

Aaron meneou negativamente.

- Eu não faço ideia do que foi isso. Mas considerando que não houve nenhum indicio de homicídios em seria em 2005, podemos supor que o que causou todos os danos foi obra do que eles criaram.

Isso é tão confuso. Como eles podiam derrotar algo que não conseguiam tocar? Passou a mão pelo cabelo e continuou percebendo que o cenário só piorava.

Onde você nos meteu, Zachary?

- Meu Deus...

Que porra de casa era aquela?!

Se um Chateau maravilhoso mostrou-se uma casa do terror, o que dizer de uma casa abandonada? Uma parte de Aaron gritava “ VÁ EMBORAAA!!!”, mas outra dizia “Precisamos nos certificar do que há aqui..”

E por isso, por conta da maldita curiosidade e possibilidade de adquirir mais uma peça para o quebra-cabeça, Aaron caminhou até a porta.

E...bateu?

O que você está fazendo, Aaron?

Ele deu uma risada baixa, meneando negativamente com o comentário de Zachary.

- Espero que tenham ido embora, então...

Aaron foi o primeiro a entrar, sendo recebido por aquele cheiro horroroso. Franziu o cenho, puxando um pouco o suéter para cobrir o nariz. Quando Zachary puxou a cortina, ele foi cegado por alguns instantes.

- Uma casa sem moveis, apenas com um colchão velho...

Aaron teve um pressentimento estranho.

Aproximou-se do colchão, procurando por algo um tanto quanto especifico e nojento: Sangue.

Ele empurrou o colchão de cima com o pé também – porque o bom senso não permitia que ele usasse suas mãos – e esperou para ver no que havia no suporte.

Por favor, que isso não seja o covil do monstro.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Qua 08 Jul 2015, 02:02

Enquanto Zachary revira o chão, o celular vibra com a mensagem de Victorine.

“Zachary,
Vou encontrar minha irmã depois do pronunciamento do reitor. Podemos nos encontrar depois disso, se quiser.
Eu imagino que queira falar sobre ontem e, sinceramente, também estou bastante curiosa para entender o que aconteceu.
Cuide-se.
Victorine”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Valentina Zelyaeva em Qua 08 Jul 2015, 09:16

SMS: Aaron, não só espere, você vai falar comigo depois do pronunciamento. Eu recebi todas as fotos. E bem...eu e o Ethan tivemos uma pequena discussão, mas estou resolvendo.
Elizabeth? Ela falou com você?
Fala pro Zachary tomar cuidado com a D’. Ele deve saber do que eu estou falando, mas todo cuidado é pouco. Se ela deu o endereço de William Forrest, é porque ela sabe quem ele é. Ela só achou mais....vantajoso. Não contar. Mande ele tirar isto dela! Não faça nada precipitado Aaron, se ver algo suspeito, chame a policia!
Te aguardo pra sua consulta.
Tina.
avatar
Valentina Zelyaeva

Nacionalidade : Moscou, Rússia
Idade : 26
Cargo : Segredo
Humor : Nobre
Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Duxhill University em Qua 08 Jul 2015, 10:04

Awn parece que os dois haviam recebidos visitas ilustres e perturbadoras, mas de modo diferente. Aaron no sobrenatural e Z no celular.

De todo modo, o bairro realmente não inspirava confiança, porque será que a Dianna não te avisou disto não é Z? E você sempre impulsivo, porque não checou o endereço antes?.

De todo modo, vocês abriam a porta e estavam aquele ambiente abandonado, cheirando a velho, a mofo, a podre.

Um lugar bem agradável por assim dizer.

Zachy caminha até a cortina e logo a puxa, fazendo o ambiente se iluminar melhor, e logo ele começava a checar o que está no chão, afinal nada além daquele colchão, e do tapete mais a frente existe naquele lugar.

Zachy no chão estão revistas de moda, muitas dela, quase aquelas que as pessoas leem em espera de consultas medicas, pareciam revistas voltados ao publico feminino. Aaron você empurra o colchão e realmente não parece ter nada demais ali.

Talvez vocês estejam procurando no local errado, afinal se aquilo é um esconderijo, um covil, será que as evidencias ficavam aos olhos de todos? Jogas em meio a uma sala, colchão?.

De todo modo Aaron, você se sente estranhamente familiarizado com o ambiente, como se já tivesse estado ali.

Mesmo ela parecendo suja e desagradável, você a via de um modo mais...intimo, próximo a você. Com um cheiro bom, com mobília bem feita, um lugar que você realmente passaria o dia, tomaria um chocolate quente.


Se sentiria realmente bem.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Qua 08 Jul 2015, 10:23

- Eu não confio nela… Mas não acredito que ela me queira morto ou algo do tipo. Me quer fazendo algo que ela deseja, com certeza, mas… Independente disto, não vejo aquele piranha como uma homicida, por exemplo. De qualquer modo, na situação em que estamos, não poderíamos deixar isso passar, por mais imprudente que possa parecer... Desculpe te arrastar para isso, eu deveria ter vindo sozinho… - Ele dava de ombros, conforme caminhava pela casa. Mantinha o tom de voz um pouco mais baixo, apesar de terem batido a porta, e de todo estrondo que havia sido feito ao abrir a porta.

Simplesmente não queria que alguém ouvisse. Ou ouvisse com facilidade – De qualquer modo, é… Estranho. Eles criaram, mas ela não chegou a dizer quem, não é? Tudo mais uma vez fica em órbita com ela, e talvez Barbara… Que pode ser o alicerce disso tudo, de algum modo… Afinal, pelo tempo em que ela está de coma, não acredito mais que seja algo natural. Na verdade, sem o assassino em série… Nada mais parece natural – O tom de voz mantinha-se baixo, misturando-se ao ruído de folhas das revistas.

Revistas de moda. Isso era bem… Estranho – Ou uma garota que ama moda passa, ou passou um tempo por aqui… Ou algum adolescente anda colando as folhas dessas revistas. Quem, em um lugar igual a esses, se preocupa com moda? - Ao não ver nada de novo ali, lentamente ele caminhava pela casa. Começaria pela cozinha, já que estava ao lado.

Era neste momento em que o celular vibrava, com a mensagem de Victorine.

Parece ótimo.

E sim, temos muito o que conversar. Te vejo mais tarde.

Watch your back.”
(Usei a expressão em inglês porque “tome cuidado” soaria sério demais, e essa não era a intenção dele)

Li a última mensagem de Dianna e revirava os olhos. Você sempre vai se achar a pica das galáxias né, D?

Vá dar comida pra bichana e não me enche!

(Considerei o diálogo deles na casa, ou teria que cortá-lo por conta do timming)

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Qua 08 Jul 2015, 12:44

Aaron empurrou o colchão com o pé e, realmente, o que ele esperava ali? Franziu as sobrancelhas, deixando os ombros caírem um pouco mais. Ele realmente não sabia o que esperar.

Leu a mensagem de Valentina.

E isso era um bom sinal. Não havia nenhum tipo de interferência e, na verdade, ele já começava a achar um padrão nessas manifestações. Luzes piscando, celulares falhando...

Até agora, tudo normal.

Normal demais, apesar do ambiente.

Sinceramente? Era mais assustador ainda.


- Zachary. Valentina acredita que a sua ex-namorada enigmática já sabe quem William Forrest é. Não sei se vamos conseguir encontrar alguma coisa aqui.


Ou seja, arranque dela!

Mas talvez seja mais dificil...

Aaron olhou ao redor e aquelas  paredes, de repente se tornaram bastante familiares.

Era quase como...

Como voltar para casa.

O caminhar dele ficou um pouco mais lento, como se estivesse apreciando a vista. Zachary já tinha ido para a cozinha, mas Aaron ainda reconhecia aquela sala que um dia foi dele.


Sim, havia um sofá aqui. A tv era logo em frente. O sol só batia durante a manhã e era agradável e aconchegante.

O sol da tarde pegava o quintal.

Os olhos voltaram-se par ao chão, procurando as marcas dos moveis. E ele caminhou até uma das paredes, começando a tocá-la. Deu umas batidas com o punho fechado, em locais aleatórios.

Nada era muito óbvio.

Então vamos pensar em outras possibilidades.


Chão e paredes ocos, talvez?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Duxhill University em Qua 08 Jul 2015, 14:13

Zachy percebe que se tratam de revistas voltadas ao publico feminina, e todas bem antigas, datando de 2005. Todas espalhadas, alguém ali não parecia se incomodar muito em ser organizado.

Logo Zachy parte na direção da cozinha, os pés param em cima do tapete, e o rapaz parece olhar a tudo a volta, enquanto ainda fala com Aaron.

Mas Aaron parece nem responder, ele fica ali distante...apreciando a vista?

E então Zachy você bate seu pé sobre o tapete, e percebe.

Oco.

De imediato você se agacha e afasta o tapete, dobrando-o pro lado, e então consegue ver a porta do que dava pra um porão.

Sempre tem um porão.

Aaron esta batendo as paredes e no momento que ele bate duas vezes em um determinado local.

Ele ouve duas batidas de volta.

E sim...até agora as cortinas não voaram, nada pegou fogo, nenhuma noiva apareceu.

O que torna tudo ainda pior, é um ambiente completamente desconhecido.

E perigoso.

Zachy você nota que tem um cadeado ao porão, com um código.


Enquanto Aaron ainda esta a parede, e é sinistro como tudo ali é familiar a você Aaron, mas ao ouvir aquelas batidas, é como se você “acordasse”, você se afastava da parede e olha tudo com aquela mesma estranheza de antes, até que você nota Zachy ajoelhado ao lado de uma portinhola de porão.


Com um cadeado prendendo a mesma.


O cadeado é de código, 4 números.


E então sua cabeça começa a martelar. 5....4....6....7....


5467
5467



Este numero começa a martelas sem parar na sua cabeça.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Qua 08 Jul 2015, 14:35

Ao caminhar e ouvir o som diferente do solo, voltou um único passo e deu um pisão mais forte.

Mas que raios?

Chutou o tapete para o lado e achou a portinhola com o cadeado.

- Eu sei… E eu não tenho como tentar tirar as informações dela. Ela está me mandando mensagens de um número restrito. E eu não faço ideia de onde ela está… E mesmo se soubesse, acho que preferiria encarar essa casa.

Cerrou os olhos levemente, e o forçou algumas vezes… Mas estava bem firme.

Porcaria!

Diferente de Aaron, Zackary não se sentia familiarizado com aquele lugar. Pelo contrário… Aquele odor podre o incomodava.

Principalmente o cheiro da amônia da urina de gato.

Levantou-se, enquanto Aaron olhava as paredes, caminhando até a cozinha, para procurar algo que abrisse aquele maldito cadeado.

De lá, falou em tom mais algo, para que Aaron pudesse ouvir – Advinha a data das revistas…

Revirou rapidamente as gavetas, e o melhor que encontrou foi um martelo metálico para bater bife.

Nem de perto machucaria o cadeado, mas… Poderia tentar machucar a madeira que prendia as travas o qual o cadeado selava.

Retornava com o martelo, no momento em que ouvia as batidas de Aaron… E a resposta do outro lado.

Mas que porra era aquela?

Zachary cerrou os olhos e olhou para Aaron – Acho que estamos longe demais pra voltar agora… Mas… Sei lá, se quiser, pode esperar la fora, eu que te trouxe pra essa maluquice, né? - Apanhava as chaves da Veneno e jogava para Aaron, com um meio sorriso - Se eu não sair em quinze minutos... Espere mais quinze - Ele sorria um pouco sem graça, e então ajoelhava-se… Preparando-se para martelar os pregos que prendiam o cadeado.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Qua 08 Jul 2015, 14:49

Aaron recuou na mesma hora que ouvia as duas batidas, saindo daquele “transe” que ele tinha entrado.

O que diabos estava acontecendo com ele?!

Desde que descobrira sobre Jhonas Forrest, apenas coisas estranhas tinham acontecido!

Primeiro a conversa com Elizabeth Thorne – e a estranha sensação de que já a conhecera antes e nutrira um sentimento por ela. Se não fosse a certeza de que estava apaixonado por Valentina, Aaron poderia jurar que tinha se apaixonado por Elizabeth!


Depois aquela casa tão familiar a ele. Era como voltar há dez anos, quando aquele lugar era habitável e não parecia uma ruina.

E agora isso...Esses sons.

- Tem alguém aqui!

Desde quando?!

Amigo ou inimigo?!

Precisando de ajuda ou pronto para ataca-los?!

E ele nem precisou responder à pergunta sobre as revistas. Já imaginava o óbvio: 2005.

Pegou as chaves de Zachary, mas guardou no bolso.

- Não vou te deixar nessa encrenca sozinho. Além disso, algo me diz que não é necessário bater na madeira. Tente...

Fechou os olhos, massageando a têmpora.

- 5.4.6.7. Não pergunte, Zachary. Apenas faça...

Porque essa é uma resposta que Aaron também não tem. Voltou a abrir os olhos, umedecendo os lábios enquanto esperava que ele abrisse o porão.


Ficou atento ao som da parede também, mas os olhos estavam fixos no que viria a seguir.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Qua 08 Jul 2015, 14:59

ADENDO

- Ou alguém, ou algum gasparzinho querendo brincar… Nenhum dos cenários agrada, mas… Precisamos continuar, não? Deste ponto não tem mais volta então...- E quando erguia a mão, pronto para martelar… O ouvia novamente, falando da combinação.

Mais uma vez erguia o olhar, com aquela expressão de quem não entendia nada. Mas voltava-se ao cadeado – Ok, mestre jedi… Que a força esteja conosco… - Resmungou, conforme colocava os números no cadeado.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Valentina Zelyaeva em Qua 08 Jul 2015, 20:37

SMS Valentina: Ethan achou algumas paginas do que parece ser o Diário de Elizabeth no apartamento da Barbara, novamente temos Jhonas Forrest, acho que ele tinha algum envolvimento com Elizabeth, ou melhor, pelo visto ela deixou isto de lado pela melhor amiga. E Barbara...é a ruiva mesmo Aaron...E bem....você vai entender quando ler. Temos que pensar em como reverter. Valentina.
avatar
Valentina Zelyaeva

Nacionalidade : Moscou, Rússia
Idade : 26
Cargo : Segredo
Humor : Nobre
Mensagens : 504

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Duxhill University em Qua 08 Jul 2015, 20:55

A confiança naquela dupla era mutua, eles sabiam que tudo que sabiam acabava de algum modo sendo dividido, ou as vezes não precisavam, apenas fechavam os olhos e confiavam um ao outro.

E tinha que realmente confiar muito, afinal como Aaron poderia saber a combinação do cadeado do porão de William Forrest?.

Fato é que Zachy logo colocava os números ao cadeado e o mesmo abria, nem mais sinal de batidas na parede, o silencio era perpetuo naquela casa, o único som que podia ser ouvido era o que vocês faziam.

Logo Zachy abre a portinhola do porão, e percebe que lá esta bem escuro, mesmo com a luz do dia, apenas questão de ligar a lanterna do celular, Aaron certamente faria o mesmo pra ajudar e podia também ver a mensagem de Valentina.

Logo ambos desciam com cautela a escada pois estava escuro, e em pouco tempo estavam ao local.

Escada:

Era impressionante.

O porão era enorme, ele pegava a casa toda, era como se tivesse outra casa embaixo daquela. E eu digo isto, porque pelo que vocês iluminam, conseguem ver uma sala decorado em estilo vitoriano, moveis belíssimos, mas carregados de pó, assim como o chão. A muito tempo ninguém ia ali.

Dava para ver que da sala havia um arco em forma de passagem que certamente levaria a cozinha, e outro que certamente levarias quartos, supondo que realmente havia uma casa no porão.

E aquela decoração? Porque tanta riqueza de detalhes, alguém vivia naquele porão?
 


Sala:
 
 
Sim! Vocês realmente ao iluminaram próximo a lareira, viram realmente um vulto de uma menina, vestida em um traje branco, cabelos desgrenhados, de costas a vocês. Mas quando vocês iluminam novamente, ela não está mais lá.
 
Aaron...Você olhava aquilo, e consegue perceber como os detalhes são ricos, os moveis, sofás, os lustres, os enfeites, tudo parece ter sido escolhido de modo único, por alguém que realmente queria ser o responsável por cada detalhe ao criar aquele ambiente.

Você olha os móveis até consegue lembrar de quando os adquiriu, como se os móveis fossem seus, os detalhes, é como contemplar a própria obra de arte.

Mas no fundo você sabe Aaron, alguém está brincando com sua mente...Você entende agora o que acontecia com Barbara?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Qua 08 Jul 2015, 21:47

Era estranho.

Mais do que estranho, na verdade.

Era como entrar em uma realidade paralela.

- Só… Pode ser brincadeira… - Zack sussurrava, conforme caminhava. E então sussurrava - “Uma história dentro da outra...”

Era aquilo que você queria dizer, D? Porque era exatamente isso que vinha a minha cabeça.

E a sensação que se tinha ali dentro era muito estranha.

Conforme a luz dançava, logo eu podia ver a garota.

Assim que a vejo tomo um susto, e a luz tremula e a garota desaparece.

Zack suspira – Você também viu, né? - Ele perguntava, em tom de voz mais baixo… Conforme ia caminhando pelo lugar.

Soava maluquice, mas… Aquilo já não era muito natural, era? Por isso Zack aproximava-se e tocava os móveis, para ter certeza de que era real.

Ao mesmo tempo em que, conforme caminhava na região onde, no andar pobre, havia a portinola que levava até ali...Zack chegava a bater o pé com mais força, para ver se havia algo embaixo do tapete.

Vai que…

O que aquilo queria dizer? O que não estou enxergando? Inferno…

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Qui 09 Jul 2015, 09:58

Aaron ficou com os pequenos olhos azuis praticamente do tamanho da cara quando viu que o cadeado realmente tinha se deslocado depois da combinação de números que ele dissera. Sentiu uma vertigem estranha, mas não chegou a desmaiar. Isso seria ridículo.


Mas fato é que começava a suar frio com toda aquela situação.

Ele realmente não estava gostando daquilo.

Não era como receber as dicas de Elizabeth para que ele escapasse de situações de risco. Aquilo era algo muito mais profundo e enraizado.

Era como reviver uma vida que ele já tivera.

E nada nesse mundo podia ser mais bizarro do que essa sensação.

Aaron acendeu o celular e foi nesse instante que viu a mensagem de Valentina. Ele não chegou a ler, apenas viu que havia alguma coisa. Antes tivesse lido, talvez conseguisse entender uma coisa ou duas – ou ficaria ainda mais desesperado com a nova perspectiva que se formava diante de seus olhos.

Ouvia Zachary resmungando o “só pode ser brincadeira”, mas ele mesmo não estava comentando nada.

E era dificil que Aaron ficasse calado por tanto tempo. Não era como se ele saísse falando loucamente, ele falava quando era necessário, o que era necessário. Mas sempre tinha uma conclusão sobre tudo ou reparava num detalhe.

Mas agora...?

Agora ele não sabia o que pensar e tampouco queria expressar  o que se passava em sua mente.

Aquela sala era mais do que normal. Era quase reconfortante vê-la novamente.

O coração dele disparou e o suor começou a se formar em sua testa. Aquilo não era medo. Era desespero.

Ele não estava certo se estava pronto para aquilo.

Para ser...

Uma paz e serenidade começou a dominá-lo não mais do que de repente. Os olhos ficaram absolutamente neutros. Não havia mais desespero, nem ao menos duvidas. Ele estava em casa.

E ele também não era mais o Aaron de sempre.

Não pela falta de postura ou presença. Era pela falta de uma alma mesmo.

Os ombros dele caíram depois de reconhecer tudo. E ver aquela mulher foi absolutamente normal para ele. Ela estava exatamente onde deveria estar.


- Sim. Eu vi...

A voz dele saiu séria como sempre.

E essa é minha obra máxima. O meu pedaço de paraíso, meu recanto de paz.

Aaron começou a caminhar pelo amplo ambiente, iluminando precariamente com a luz do celular, mas sabendo de onde desviar e onde não pisar. Olhou na direção dos corredores e seguiu até os quartos.

Os passos dele eram abafados pelo tapete.


Você vem, Zachary?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Duxhill University em Qui 09 Jul 2015, 12:19

Sim Aaron é tudo muito familiar, muito agradável, e pra você Z é tudo muito estranho, ainda mais depois de ver aquela menina naquela sala.

Aaron não parece tão assustado ele age com naturalidade, é como se ele já conhecesse aquele lugar.

Tanto é que logo ele lhe da as costas e começa a seguir em direção ao arco, que dá em direção aos quartos. Ele caminha a passos suaves, como se realmente conhecesse o lugar, você pode notar que ele não esbarra em nada, diferente de você, que com a mão livre, toca em tudo para não derrubar nada, nem esbarrar em nada.




Corredor:


Vocês seguem pelo corredor, Aaron vai na frente, e logo Z pode ver que ele para em frente a uma porta de madeira, ele estende a mão e gira a maçaneta, e quando abre a mesma, você pode ver que está diante de uma grade, uma grade de prisão mesmo, mas muito bem feita, pintada de branco, quase combina com o ambiente.


A grade está entreaberta então vocês passam por ela, e estão em um ambiente de um luxuoso quarto, com dois ambientes.


Quarto:

Um com sofá, tv, uma estante cheia de livros, e outro com a cama, a suíte, tudo muito bem decorado, somente tomado pelo pó.


Aaron caminha pelo quarto, e logo ele segue até uma porta que tem ao lado da suíte, ele abre a mesma, e vocês podem se ver em uma pequena sala, nela há somente uma mesa de metal ao centro, uma maleta negra ao chão, que parece fechada. E um punhado de plásticos amontoados ao canto.


Quando vocês iluminam melhor podem ver que tem várias correntes presas ao tento, com algemas em suas pontas.


Aaron você olha aquelas correntes um tanto confuso, sua mente parece viajar, você pisca os olhos, tenta se manter no controle.


Mas a sensação...


Incontrolável...


Você pisca novamente os olhos e quando olha na direção de uma das algemas, você ve uma garota ali pendurada.
Uma garota linda e loira, de longos cabelos dourados, que caem pelos seus ombros, troncos, encobrindo os seios, a barriga lisa e firme, de uma pele tão alva e branca, que da vontade de tocar, as pernas unidas, quase cruzadas, e o corpo pendurado, enquanto o rosto está tombado.


Imagem:

Os olhos parecem que vão se fechar.


E você nota que ela está completamente nua, e é lindo como o rubro do sangue escorre pelos seios, barriga, e pelo sexo.


Entre as pernas, tomando o chão em suaves gotas, onde já há uma poça, e diversas flores estão em volta dela, sim aquelas flores.


E sim aquele garota não tem mais seios, somente o sangue e os cabelos encobrindo o vazio que ficou ali, e o sexo também fora arrancado.


Mas de algum modo, ela permanece acordada, você quer que ela fique acordada.

 
Fique acordada! Sua vadia!

Você não é minha escolhida! Não merece meu amor!

Vaca!
 
Você vai até ela e bate com toda a força que tem no seu rosto, e ela ergue o mesmo e abre mais os olhos azuis, arregalando-os, na luta pra ficar acordada.
 

Puta! Porca! Tentou me enganar! Vadia!


 
Você bate de novo contra o rosto dela, e ela chora, os lábios tremem. Ela não está sorrindo.

 
Sorria sua vaca! Sorria pra mim!


 
E então você sente sua mão apanhando algo frio, e logo você toma o queixo dela erguendo mais seu rosto, e desliza a lamina pelo lado dos lábios dela, quase até a orelha, de um lado a outro, sem se preocupar em como isto corta os lábios dela, deixando uma abertura maior a boca, e como o sangue escorre pelo rosto dela.

 
Bem melhor.

 



Sorria....

 
Z você presencia tudo isto diante de você, mas não com Aaron fazendo, apenas um vulto que toma a garota e faz tudo aquilo, você vê o sofrimento dela, mas o que sente a seu lado, é a sua noiva. E quando olha pro lado sente os olhos azuis amedrontados sobre você.


Sim Z...sua noiva...


A mesma que foi morta neste exato quarto, ela te trouxe ali pra você assistir a morte dela...


E você Aaron, ve tudo em primeira pessoa, sente...preciso te explicar?


Sim Aaron e Zachary, vocês acabam de descobrir o Covil de Jhonas Forrest....


E ele é um assassino, ou um dos.


E não talvez Z você pense que foi D’ que te levou até lá, mas acredite, ela teve uma ajuda especial...Você tem uma noiva que sabe exatamente o que você tem no coração.


E você Aaron, tem algo no coração agora?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Qui 09 Jul 2015, 12:43

Aquilo começava a me assustar a cada segundo mais.

Após a aparição da garota, me pego desejando encontrar alguém vivo lá dentro.

Odeio fantasmas…

E por mais que fosse estranho Aaron saber a combinação, isso não tinha me intrigado tanto.

Porque há várias coisas acontecendo aqui sem explicação.

Mas quando ele começa a agir estranho.

Cara, isso sim me assusta.

Porque primeiro, me vejo sozinho aqui. É como se Aaron não fosse mais Aaron.

Segundo, porque não conheço nenhum padre para exorcizar essa bicha tomadora de chá.

Terceiro, onde arrumo água benta?

Inferno.

- Aaron…? - Ele chamava, com a voz um tanto hesitante, baixa.

Mas ele saía caminhando daquele modo.

Ok, vou subir, fechar o cadeado e comprar um livro sobre exorcismos.

Me indica um, quatro olhos vadia?

Reviro os olhos e vou seguindo ele, com dificuldade. Como ele andava sem esbarrar em nada?

- Aaron? - Digo, em tom de voz mais alto, ao ver ele abrindo a porta.

E então ela surgia.

Eu via aquele vulto negro e a minha noiva.

Aquela sala.

Mesmo estando limpa, eu conseguia sentir o cheiro ferroso de sangue.

Meu estômago revira, conforme assisto a cena.

Tento não olhar, mas parece impossível.

Meus olhos se enchem de lagrimas, e eu sinto o liquido quente escorrendo pelos meus olhos em profusão.

Que tipo de pessoa era capaz de infligir tanta dor em alguém?

- M-Meu Deus… - É tudo o que sai da garganta de Zack, em uma respiração entrecortada.
Dava desespero.

Se houvesse alguém ali, ele se jogaria em cima da pessoa, para tentar ajudá-la.

Como você encontrou isso, D'?

A agonia que Zack sentia era indescritível.

Era como se longos dedos negros envolvesse o coração dele e apertasse. Dedos com longas garras no lugar das unhas, ferindo não só seu corpo, como sua alma.

Ele recuava para o corredor, encostando as costas na parede, e deixando-se sentar no chão, enquanto esfregava o punho contra os olhos, em um gesto irritado.

- Pr-precisamos…. Olhar tudo… Antes de chamar a polícia. Se…. É que…. Podemos chamar alguém… - A voz mal saía.

Era apenas um grunhido rouco.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Convidado em Sex 10 Jul 2015, 02:00

Aaron não atendeu ao chamado de Zachary.

Na verdade, o pensamento lógico era bastante simples e Zachary tinha chegado à conclusão correta. Talvez fosse melhor deixar Aaron trancado ali para sempre. Ou talvez fosse melhor arrastá-lo daquele ambiente para que ele não pisasse e revivesse aquelas cenas novamente.

O que eles não poderiam ter feito era ter prosseguido.

Porque uma vez que presenciassem aquela cena, nunca mais poderiam desfazer o mal que ela faria.

Era como rasgar a alma.

Corromper o sangue.

Aaron não agia como o mesmo há alguns minutos. Na verdade, a participação dele com plena consciência de seus atos tinha chegado ao fim depois de dar a senha do cadeado a Zachary.

Agora ele era um expectador de seu próprio filme. E revivia um dos maiores desgostos de sua vida.

Aquela vaca desgraçada não era sua prometida.

Depois de tudo o que ele tinha feito!!!

Depois de todos os sacrifícios!!!

Aquela PIRANHA O ENGANOU!!!

Ele tinha que fazê-la sentir a mesma dor que ele sentia. Precisava fazer com que ela sofresse e pagasse na mesma moeda. Ele estava sofrendo agora!!!!


Por isso ela sofreria o triplo.

E por melhor que fosse aquela sensação de ceifar uma vida, aquele sangue maculado jamais seria capaz de saciar o vazio que existia em seu coração.

Ele tinha perdido mais uma...

Quem garante que ele encontraria? Quem garante que enquanto perdia seu tempo com essa maldita, a sua prometida não tinha passado por sua vida?!

Como as mulheres eram vis! Eram umas verdadeiras feiticeiras, capazes de cegar até mesmo as pessoas mais inteligentes. Mas sua sensibilidade não o cegou! Ao contrário do que se diz por aí, nem sempre o coração é mais tolo do que o cérebro. Neste caso, seus sentimentos o salvaram.


Porque ela não o amava da mesma forma...

Mas ele colocou um sorriso naquela cara...

E agora ele sorria junto...

Zachary, você realmente estava vivendo um filme de terror ali. Você estava completamente sozinho, ou pelo menos parecia que sim.

Assim que você olhasse para Aaron – caso tivesse coragem – veria que o rapaz estava chorando. As lágrimas podiam ter milhares de significados e sentidos. Exatamente quem estava chorando ali? Aaron ou Jhonas? Não dava para saber. Seus olhos não transmitiam absolutamente nada, completamente nebulosos e bloqueados para a verdade que ele via agora.

No entanto, o sorriso maníaco era assustador.

Porque apesar do ódio que Jhonas sentiu por ver aquela maldita sucumbindo e o enganando. Ele estava feliz pelo toque final. Feliz por perceber que ela tinha morrido sorrindo! Não era uma forma linda de morrer?

O sorriso tão belo de Aaron nunca foi tão assustador, maníaco e cruel. Os movimentos eram involuntários e por mais vezes do que o normal, os lábios dele tremiam e o sorriso era desfeito. Quase como um dilema mental.

Mas os olhos...Os olhos não paravam de reverter lágrimas.

A mão direita estava fechada, como se ele segurasse o canivete que agora pingava com o sangue da traidora.

E a mão esquerda tremia.

Porque Aaron estava desesperado.


- Zachary...

A voz de Aaron saiu trêmula. A expressão maníaca, pouco a pouco era convertida em total desespero.

- F-F-Fui eu...

Não, não foi!

- E-e-eu...preciso...

Um espasmo pelo soluço das lágrimas o tomou, tremendo seu corpo.

- força-lo a...a...me...mostrar....

O que ele fizemos com ela.

Era o que ele queria dizer, mas não conseguiu. Afinal, seria de suma importância saber onde estava o corpo! Um corpo provava muita coisa. E fechava inúmeras angustias, tanto para os espíritos quanto para a familia.

Todos desejavam um desfecho. Mas Aaron não conseguiu completar.  O queixo tremia e o sorriso aparecia de novo.

- O que faremos agora com esta cadela?

A voz não era a de Aaron, mas o nariz dele estava começando a sangrar. Assim como os olhos estavam mais vermelhos ao redor da íris.


Dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Sex 10 Jul 2015, 09:08

Zack permanecia sentado, tentando recompor-se.

A verdade é que, quando passou a assistir tudo aquilo… Em nenhum momento ele passou os olhos por Aaron.

Não voltou a atenção para ela por um simples motivo: A noiva, o qual ele sequer sabia o nome.

A cada grito que ela dava o desespero em Zachary aumentava.

Era como se algo estivesse quebrando dentro dele. Talvez ele sequer fosse o mesmo depois daquilo.

Mas logo, Aaron ganhava o holofote. E era impossível não ver o filme de terror subindo mais alguns tons naquela melodia repugnante.

- Aaron… - Ele perguntava novamente, em um tom baixo, e então via as mãos dele repetirem os gestos do vulto que ele via.

Vagarosamente Zack ia se levantando, engolindo o choro que descia pela garganta como um punho cerrado, o sufocando.

O peito subia e descia.

Ardia para respirar.

Precisava ignorar seus sentimentos porque sabia, de algum modo, que se não fizesse nada, Aaron se perderia pra sempre.

E aquele pensamento só ratificava-se ao ouvir aquele tom agressivo, naquela voz diferente.

As mãos se fecham com mais força ao redor do martelo de carne. Era um risco acertá-lo com ele, poderia causar um ferimento mais grave do que ele desejava… Mas, se não o fizesse, o que seria daquele britânico maldito?

Por isso, assim que ele voltou o olhar pra frente, para olhar para a noiva inexistente… Zack avança e dá uma martelada na parte de trás da cabeça de Aaron.

Nem de perto usava toda sua força, pelo contrário… Tentava, na verdade, conter-se para que não o machucasse muito.

Ironicamente, agredia seu amigo naquele ambiente que presenciou tantas vezes cenas similares como aquela.

Mas, diferente do algoz, Zack fazia aquilo em uma tentativa desesperada de salvar seu novo amigo.

Trazê-lo de volta.

Tirá-lo de órbita.

Que Deus me ajude...

Caso conseguisse, iria carregar (e quando não aguentasse mais, arrastar) Aaron pra fora dali até os andares superiores, e em seguida, até a Veneno.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  NPCs - Apoio ao Mestre em Sex 10 Jul 2015, 10:46

Sim Aaron aquilo era muito forte, era como ter duas vidas dentro de você. E as duas brigavam para ver qual se sobressaia. E presenciar tudo aquilo que Jhonas foi capaz de fazer, “sendo” o Jhonas era demais até pra você.


Mas você não era um cara qualquer Aaron, você não tinha sido escolhido a toa. Mesmo diante de tanto desespero, no fundo você ainda queria ri adiante para encontrar o corpo da menina, para ter algo concreto.

Mas é muito cedo...


Ou muito tarde....


Você ainda confessa a Z: Fui eu...


E sua noiva não estava mais presente Zachy, era só você...e o que restava de Aaron.


Por isto você avança com cuidado, apertando o cabo do martelo a mão, e você nem sequer ouve os passos la em cima, e logo a escada, você só tem sentidos para o que precisa fazer.


E no momento que Aaron parece olhar pra frente e perguntar o que fariam com a “cadela”, Zachy ergue o martelo e bate o mesmo contra a parte de trás da cabeça de Aaron, sem muita força, mas suficiente para o rapaz tombar ao chão.


O corpo despenca com a pancada, os olhos se fecham e logo ele está ao chão.


Sim Z, você bateu no seu novo e único amigo.


E então os suaves passos se fazem quase atrás de você, delicados e sempre malditos passos. As sapatilhas nem sequer ecoavam, e logo os pés se juntaram um ao outro, a medida que o corpo parou quase atrás de Z, os olhos se abriram mais, quase no momento que ele acertava o rapaz e o mesmo tombava ao chão.


- Eu nem vou perguntar que tipo de justificativa pode existir pra você bater no seu novo amigo com um utensílio de cozinha....Mas...com certeza...deve existir alguma...



A voz que você conhecia e odiava a muito tempo Z,  quase a seu ouvido, só não, porque ela era mais baixa que você.


Mas quando você se virasse iria ve-la. Como sempre parecia uma boneca. Usava uma saia de cor salmão acinturada e levemente rodada na altura das coxas, uma blusa de manga longa rendada, que ornava em perfeito com a saia, as sapatilhas de cor negra aos pés, sem qualquer detalhe. E o gorro da mesma cor que a saia a cabeça, deixando os cabelos acizentados escorrerem pelos ombros, e a forma como não havia nenhuma maquiagem no rosto, denotava o obvio.


Ela tinha um maldito rosto perfeito. De proporções únicas. Olhos grandes e azuis, que pareciam ainda mais misteriosos por trás da armação dos óculos. O nariz pequeno e empinado e obviamente o que mais chamava a atenção. Os lábios carnudos, na cor natural, que estavam abertos daquele modo a deixa-los ainda mais chamativos. Os olhos estavam a Aaron deitado aquela sala, e logo eles se ergueram vendo as algemas, a maca, e

por fim pararam em Zachy.


E se ela queria te ajudar ou terminar de destruir o seu dia Z...Era sempre um mistério com Dianna não era? Mas no momento que você a olhou com aquele ódio que ela já imaginava, ela iria abrir aquele sorriso pra você, tombando o rosto e deixando as covinhas surgirem, oras...era um reencontro afinal, não?


Sorriso:

Roupa
avatar
NPCs - Apoio ao Mestre

Nacionalidade : Everywhere
Idade : 162
Cargo : Todos
Humor : Arrisca ?
Mensagens : 173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Sex 10 Jul 2015, 11:09

Finalmente, a pancada.

Pode sentir o martelo afundar um pouco na cabeça de Aaron, o que fazia um belo corte.

E a sensação lhe dava repulsa. Porque era impossível não lembrar-se da cena.

Mas pelo menos… Surtia efeito. O corpo despencava.

Zack fungava, devido ao choro… Funcionou.

Se é que não matei ele.

E quanto estava prestes a curvar-se para agarrar Aaron, ouvia a voz dela.

A tensão já era indescritível, não só pela cena vivida, quanto pelo que tinha sido obrigado a fazer….Explodia naquele momento. Normalmente, a voz dela, daquele modo, próximo do meu ouvido, me faria arrepiar-se. E mais tarde eu sentiria vontade de socar ela por ter feito isso, porque eu sabia que ela tinha feito de propósito. Mas… No momento….  – DEUS DO CÉU! - Ele gritava, ao mesmo tempo em que largava o martelo e dava um sobressalto um tanto quanto afetado. O martelo despencava novamente em Aaron com um baque sem som.

Espero que não tenha acertado o rosto.

Sobressaltado, ele se virava, quase tropeçando no amigo – E-Eu...Salvei ele, sua maluca! - E se ainda estivesse com o martelo eu dava na sua cara. Mas me preocupo em limpar os últimos vestígios do choro em meu rosto.

E o perfume.

Deus… O perfume é o mesmo ainda! O mesmo! Por isso fiquei tão puto com aquela russa idiota!

Eu não consigo esquecer essa essência de gambá do caralho!


- Isso deve ser culpa sua, de algum modo… Vai tirar foto e mandar pro Times agora? - Ele resmungava, lhe dando as costas e se curvando sobre Aaron, tentando ignorar a presença dela, se é que é possível.

Pegava o martelo e o jogava pro lado, e em seguida via o ferimento na cabeça dele – Merda… - Resmungava, e rapidamente retirava a jaqueta de couro, a jogando no chão, para em seguida tirar a camiseta, rasgá-la com os dentes e amarrar na cabeça do britânico.

Se é que aquilo ajudava.

E por que sempre que acontecia algo assim, eu termino sem roupa?!

Mais do que depressa ele erguia Aaron, o puxando pelas roupas… Desgraçado pesado do cacete!

Passava o braço dele pelo ombro, e olhava para Dianna – Para de fazer essa cara de paisagem e ajuda, cacete! Eu te pago, vamos! - Afinal você é movida a dinheiro, não?! Inferno!

Pedi ajuda pra ela, e ela apareceu tem apenas cinco segundos!

PIOR DIA DO MUNDO!

Não morre, seu britanico idiota. Crio até uma linha de chá pra Red Bull em sua homenagem se você viver.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  NPCs - Apoio ao Mestre em Sex 10 Jul 2015, 11:41

D chegava e no momento que ela falava próximo dele, obvio que foi de proposito, ele dava aquele grito, e logo o martelo caia sobre um dos ombros de Aaron, D virou o rosto na direção do ombro do rapaz, com o martelo ao lado, e logo sacudiu a cabeça em negativo.



- Tsc...Tsc...



E então Z dizia que tinha salvado ele, e ela era maluca?


- Awn...você salvou ele batendo com o martelo de carne na cabeça dele?....- D abria mais os olhos, e logo a mão ia até o rosto e ela ajeitava com o indicador o óculos sobre o nariz.



- É...tem total sentido...




E ela logo cerrou de leve os olhos quando reparou ao rosto dele.


Choro...


Ele estava chorando...E ela logo apontou na direção do rosto dele, com o indicador.



- Caiu alguns ciscos nos seus olhos...



E logo aquele sorriso se fazia presente, e era obvio que era o mesmo perfume, ela adorava o Honey, não trocava aquele perfume por nada, e ele podia realmente sentir o mesmo impregnando as narinas dele. E lembrar-se de quanto já havia se perdido naquele cheiro, nos fios dourados....


Volte Z...Você tem que dar um jeito no seu amigo, ou no corpo dele.


E então ele dizia que a culpa era dela, e D arqueava a sobrancelha, e logo encolhia os ombros.


- Claro...eu quem botei este martelo em sua mão e disse pra você bater no....



Pausava e logo os olhos iam até Aaron.


- Este é o namorado....



E logo D recuou um passos e deixou que Z  se curvasse e retirasse a camisa. Dianna ficou olhando ele com o maior ar de...


A cada segundo mais doido...


Mas logo ele envolveu a cabeça de Aaron, e jogou a jaqueta e o martelo com sangue de lado. E sim ela realmente podia tirar uma foto agora e mandar pros seus acionistas Z. Mas no momento ela tinha outros pensamentos.


E então ele novamente dizia pra ela ajudar.


- Eu estou pensando Z, algo que você não faz com frequência...



Ela aproximou-se da jaqueta dele e deixou o corpo ajoelhar-se ao chão  com cuidado enquanto  envolveu a jaqueta a mão, ajoelhando-se ao chão, com cuidado, apanhou o martelo mantendo a jaqueta a envolver a própria mão, e envolveu o martelo a jaqueta. Tirando ambos dali, ergueu-se e logo olhou pra Z. Você ia mesmo deixar um martelo cheio de sangue no chão, com suas impressões e sua jaqueta?...


Aproximou-se de ambos, e com a mão livre que não segurava a jaqueta, passou o braço de Aaron pelo ombro dela, e logo foi levando ele com dificuldade.


- Em relação....



Dizia isto, enquanto inclinava o tronco pra frente um pouco, de modo que o rosto passava pelo peitoral de Aaron e conseguisse ver Z


- Você me pagar...Isto é muito rancoroso da sua parte Z...ainda mais no nosso primeiro encontro.....Você precisa fazer um tratamento contra o rancor...é um sentimento pesado pra se ter no coração...



E logo voltava o tronco pra trás, deixando que o corpo de Aaron impedisse um de ver o outro.


- E você sempre foi tão romântico, veja só, estamos arrastando o corpo do seu quase-amigo que você acertou com um martelo de carne...


E então o celular de Aaron começava a tocar ao bolso, e D quase chegou a rir.



- Eu tenho certeza que esta ligação é pra você, Z....
avatar
NPCs - Apoio ao Mestre

Nacionalidade : Everywhere
Idade : 162
Cargo : Todos
Humor : Arrisca ?
Mensagens : 173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Zachary Mateschitz em Sex 10 Jul 2015, 12:00

Eu odeio essa vaca!

Puta o que pariu!

Deus, por que você me odeia tanto? Por que não enviou outra pessoa?

Podia ser qualquer pessoa.

Podia ser até o assassino.

Mas por que ela?

Putaqueopariu.

Eu vou voltar a ser ateu!


- Cala a boca! - Ele dizia em tom imperativo, quando ela falava sobre o cisco  – Da Valentina? É…Sua amiga? Anda bem informada demais. O que você tá aprontando, sua víbora?

E logo estavam carregando Aaron.

E como o maldito pesava… Principalmente para subir as escadas.

Talvez… Eu devesse ter ido mais vezes a academia.

- Dá pra fazer um pouco de força aí? - Ele grunhia, conforme se esforçava degrau por degrau.

Cara, como é ruim ser físico três.

Quando ela falava de encontro, Zack quase soltava Aaron, que bambeava um pouco, e quase caía pelas escadas.

Mas, ao notar o que ia fazer, Zack o agarrava novamente, mais do que depressa – ENCONTRO!? Eu preferiria ter um encontro com a Whoopi Goldberg! Você é maluca MESMO, cara! Onde raios fui me meter quando segui sua pista? Eu sou um idiota mesmo, única coisa que você tem razão! E EU JÁ OUVI ESSA MERDA! Quem mais usa Beatles como toque de celular?! - A cada frase ele se irritava mais… E se tornava mais expressivo.

Ao menos o terror havia passado.

Agora, havia só a raiva… E o medo de ter machucado seriamente Aaron.

Mas do jeito que estávamos carregando, eu tinha medo que a qualquer momento a gente largasse Aaron nas escadas para sair na mão.

Com dificuldade, enfio a mão no bolso de Aaron e apanho o celular, atendendo – Alô… - Resmungo, fazendo força ao mesmo tempo em que falava.

Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 24
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  NPCs - Apoio ao Mestre em Sex 10 Jul 2015, 12:19

Awn Z, você sabia que o ódio anda lado a lado com o ...


Você sabe não é?


Então toma cuidado...


Mas foi o que Deus te mandou, então não reclama, ele podia ter te enviado o Troy, e você teria que carregar o Aaron e ele, já pensou?.


Ela falava dos ciscos nos olhos dele, porque sabia que iria irrita-lo e muito, e ele logo mandava ela calar a boca. E ela concluía quem era Aaron, e ele logo dizia aquilo, e fazia aquilo pergunta. Dianna suspirava fundo.


- Valentina é minha amiga sim, e este rapaz era seu amigo também, vejamos se ele vai ser depois que acordar e ver que você expressa seu amor de um modo meio...violento...



Ela ficava algum tempo em silencio, quando ela fazia aquela pergunta, e então ele pode ouvir o sussurro.


- Nadinha...



E logo ela parecia ficar pensativa, mas por fim murmurava.


- Você já me deu apelidos mais criativos, hein Z?...E meigos também....Princesinha...Gatinha....Manhosa....você lembra?....



Mas logo estavam carregando Aaron, e ela mantendo a jaqueta segura a mão livre, e Zachy tinha um físico muito bonito, mas parece que era só imagem não? Ela sentia quase metade do peso do rapaz em si.


- É Z....você e seu físico são a definição perfeita da frase: Imagem não é nada...



Você entendeu...


Iam praticamente se arrastando Aaron pelas escadas, e então ela falava de encontro, e largava Aaron, D tinha o corpo jogado contra a parede, já que Aaron quase caia todo sobre ela. Os óculos meio que ficavam fora do rosto, e ela quase dobrava os pés nas sapatilhas, ela tentava erguer o tronco pro lado, e jogar Aaron sobre ele.


- Você está maluco?!!!



Agora ela quem ficava irritada, e assim que ele o segurava de novo, ela ouvia ele esbravejar sobre encontro. E reclamar que seguiu a pista dela. Ela levava mão que segurava a jaqueta ao rosto, e ajeitava os ósculos e a boina, e suspirava fundo.


- EU TE AJUDEI Zachary...Seja um bom garoto e agradeça, é simples....



E então ela falava do celular e ele grunhia que já tinha ouvido.



- Então Fecha a Matraca e ATENDA....


Ah sim. Dianna ficava irritada com coisas estranhas, coisas que ninguém mais se irritaria, o fato dele ter jogado Aaron em cima dela, mesmo sem querer, a irritou profundamente.
avatar
NPCs - Apoio ao Mestre

Nacionalidade : Everywhere
Idade : 162
Cargo : Todos
Humor : Arrisca ?
Mensagens : 173

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em busca de Jhonas Forrest - Aaron e Zachy

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum