De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Sex 24 Jul 2015, 11:20

Não existia mais esperança para Zachy e Diana.
 
Mas era sempre um sonho dentro de outro, não?
 
Por isto Jason conseguia ajudar Lyssa e mante-la sob controle, para que não se afogasse, e Ethan começava a nadar e dizia para Jeff e Jason fazerem o mesmo, tinham que nadar a borda, ou a algum lugar que encontrassem uma forma de sair de água.
 
Sean parecia se preocupar em achar Jeff, exatamente por isto, Jeff surgia emergindo quase ao lado dele, ele sacudia a cabeça pros lados,e  tomava fôlego, erguendo o corpo da água o Maximo que podia, os olhos ficavam, arregalados, e ele encarava o grupo.
 
- Tem alguma coisa lá embaixo....Fiquem aqui...
 
E ele logo olhava pra Sean, porque ele ouviu quando ele disse que ele era oficial. Ethan estava preocupado com o próprio rabo como sempre, Jason cuidava de Lyssa.
 
- Jason cuida dela, Oficial (nem sequer lembrava o nome dele), Ethan...Desçam comigo, eu vou te mostrar...Eu não sei ao certo porque estamos aqui, mas eu estou cansado de fugir disto tudo....De fugir “delas”....
 

E então Jeff tomava folego e novamente o corpo mergulhava, desta vez ele ia na direção do fundo, e era realmente estranho, porque quando eles afundavam mais de 5 metros, podiam notar que a correnteza parecia parar, que eles conseguiam nadar sem dificuldade, Jeff então apontou aos companheiros n direção de uma caverna que parecia ter bem ao fundo, e eles podiam ver uma garota ali, na água, flutuando, envolta em um vestido branco, os cabelos louros deslizando pela água, ela simplesmente não parecia se preocupar em respirar, nem sequer parecia precisar disto.

Cena:


Enquanto isto Jason, você teria que lutar contra a correnteza afim de manter Lyssa junto de você, e ia sendo levado cada vez mais longe do ponto onde os 3 haviam mergulhado, se é que os 3 vão mesmo mergulhar, porque uma coisa é certeza. Jeff vai.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Maxwell Ross em Sex 24 Jul 2015, 11:31

Sentia certo alívio ao ver Jeff.

Nem sabia quem ele era, mas… Se importava com as pessoas.

Logo ele pedia para mergulhar, que havia algo lá embaixo.

Hey… Eu só sei o básico, e não estou enxergando nada!

Mas algo o fez concordar com a cabeça.

Jeff o chamando de Oficial.

Ser policial, afinal… Não era apenas uma profissão.

E Sean sabia bem do peso da escolha que havia feito.

Os olhos procuraram os de Lissandra, pela proximidade, ele mantinha o tom de voz mais baixo naquela rouquidão característica dele – Eu volto logo… Não faça nenhuma besteira – Porque ele sabia como você estava, Lissandra.

E por mais que quisesse ficar por perto, não podia.

- Obrigado… - Dizia finalmente a Jason, e finalmente mergulhava atrás de Jeff.

Dava braçadas com dificuldade, não era tão forte quanto o capitão do time.

Mas ainda assim, esforçava-se ao máximo para manter-se próximo dele.

Mal enxergava.

Mas conseguia enxergar muito bem a garota.

E a ausência de bolhas ou movimentação ao seu redor.

Sem pensar muito, simplesmente nadou em sua direção… Tentaria agarrá-la, para levá-la a superfície.

O pensamento era tão simplório e inocente, que talvez até fizesse Ethan querer socá-lo.

Imaginava que a garota precisava de ajuda, mesmo depois de vivenciar tudo aquilo.

Como sempre, só queria… Ajudar.

_________________
I told you I was trouble      
You know that I'm no good
        
avatar
Maxwell Ross

Nacionalidade : New York, USA
Idade : 25
Cargo : Calouro
Humor : Qual você prefere?
Mensagens : 175

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sex 24 Jul 2015, 11:40

Só porque eu liguei o foda-se para a loira suicida, nego acha que liguei o foda-se para todo mundo. Vocês são uns escrotos, cuzões mesmo! MORRAM!

Okay, Ethan, agora cale a boca...Vamos turnar.

Hunf.

Ethan tinha sim se preocupado com Jason e Jeffrey. Não estava próximo o suficiente de Lyssa para que impedisse que ela afundasse por vontade própria. Jason era mais forte e o salva-vidas oficial de Duxhill.

Enfim, o medico parou de nadar para ficar olhando se todos estavam bem.

Viu o Oficial Memphys e assim que perguntaram sobre Jeff, ele apareceu.

MALDITO BROOKLYN!

ME FEZ FICAR PREOCUPADO!

QUE? NUNCA!

A agua fria está congelando seu cérebro, Ethan.

É, eu sei.

- O que você viu?!

Na mesma hora, a player lembrou daquele filme “Revelação”. Um filme foda e que  a fez levar uns sustos filhos da puta. Mulheres jogadas em rio e bla, bla, bla. Graças a Deus é dia, por isso ela pode turnar.

Ethan afundou novamente.

Apesar de ser físico 3, ele adorava nadar. Era o único esporte que ele conseguia fazer muito bem. Jeff ainda era o mais forte, mas talvez o único que tivesse uma técnica melhor do que Ethan fosse Jason.

Logo os três chegaram até aquela...

NOIVA!

É UMA NOIVA, FILHO DA PUTA!

NÃO CHEGA PERTO!!

BURRO! BURRO!

VAI AJUDAR A PUTA QUE O PARIU!!!!!!

FODEU, JEFF! FODEU!!!

Não dá pra falar debaixo d’água, mas a cara de Ethan já dizia tudo.

PUTA.QUE.PARIU!

VAMOS MORRER MEEEESMO.

Por que não morri na queda? Caralho!!!!

Mas uma vez que estavam na merda, o que mais poderiam fazer? Ele nadou para mais próximo da mulher e procurou por alguma coisa que a estivesse prendendo ali. Como ela estava boiando daquela forma?


Afundou um pouco mais, aproveitando que ainda tinha fôlego para isso, ficando de cabeça para baixo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sex 24 Jul 2015, 11:51

Lissandra começou a se debater quando Jason a salvou.

Por que ele tinha feito aquilo?!

Tentou se soltar dos braços fortes dele, fazendo até mesmo com que Jason afundasse um pouco, mas logo ele a prendeu de um jeito que conseguiu arranca-la da água.

- Um sonho dentro de um sonho...

Lyssa começou a repetir bem baixinho.

Os olhos azuis encontraram abrigo naquele belíssimo céu. Os lábios ficavam roxo por conta do frio e o corpo tremia um pouco.

- Um sonho dentro de um sonho...

Lágrimas e água se misturavam ao rosto dela.

Logo eles chegavam até a beirada e Lyssa continuava tremendo sem parar e repetindo aquelas palavras.

Olhou para Sean quando ele falou com ela daquele modo.

- Não...tema...Sr...Memphys....

Sussurrou.

- Todos vamos morrer...

Era uma imagem um tanto quanto sinistra, principalmente a forma como Lyssa o encarava. Ele podia levar aquilo como um aviso, um conselho ou simplesmente o delírio de alguém que tinha acabado de ver sua irmã morta.

Talvez ela não estivesse pensando tão bem.


Ou talvez ela estivesse coberta de razão.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sex 24 Jul 2015, 12:28

Ele estava lutando para se manter no mesmo lugar com Lissandra. Ou a garota estava sem nenhuma vontade de viver, ou era uma péssima nadadora. Em ambos os casos, ela era um risco para si mesma ser solta ali. Nadar em rio com corredeira era algo complicado até pra pessoas que eram nadadoras experientes.

Quando subiu, Lissandra falava coisas estranhas... com uma voz baixa e sinistra, como alguém que vive um devaneio. Jason não conseguiu captar detalhes, pois o rio fazia muito barulho, mas algumas coisas ele ouviu... mesmo preferindo não ter ouvido.

Jeff afundou e depois subiu, dizendo que tinha algo ali embaixo. O que era? Jason não fazia a menor idéia, mas estava louco para descobrir, entretanto... havia Lissandra. No momento, era a responsabilidade dele mantê-la a salvo... mesmo que fosse dela mesma.

Jason: Vocês vão... eu tomo conta dela! Vão!!!

A correntesa estava forte e começando a arrastar todos. Se não fossem logo, perderiam a pista do lugar que Jeff achou. E Lissandra estava com roupas pesadas... dois casacos! QUando aquilo enxarcava, virava quase uma pedra. Ela estava pesada, mas Jason a segurava firme pelo pescoço. Sean teve que fazer bastante esforço para alcançar Jason e Lys e agradeceu por ele tê-la salvo. Jason meneou positivamente com a cabeça... as gotas escorrendo pelo cabelo não mais tão duro de gel.

Jason: Ela tá delirando, Memphys. Qual o nome dela?

Precisava saber... Na hora de conversar e acalmar, seria melhor que ela não estivesse falando com um estranho.

O grupo afundou, enquanto Jaso e Lissandra eram arrastados pela correnteza com mais força, afinal... na superfície é onde a correnteza é mais forte. Jason sabia que se ficasse nadando contra a correnteza, estaria fadado a se cansar, ter uma cãibra e se afogar... e ele não queria isso. Não enquanto havia tanto a ser terminado naquela história toda!
Ele foi permitindo que a correnteza os levasse... e ela ficava cada vez mais forte. Rezava para que não houvesse uma queda d`água mais para frente. Todo o esforço que ele fazia era, pra de vez em quando, ir nadando em paralelo ao rio, para tentar chegar ã margem.

Jason: Aguenta.... firme, Lissandra..... Estamos.... quase lá...!

Aquilo cansava. Jason já devia ter sido arrastado com ela por uma boa parte do caminho, até que finalmente conseguiu se agarrar à uma raiz e se segurou.

Jason: Conseguimos... Vou puxar... a gente!

Ele segurou-se na raiz com o braço ruim e com o bom, segurou Lys pelas costas da camisa e, aproveitando o empuxo, levantou a garota, colocando pelo menos metade das costas dela em terra firme. Depois, ele mesmo subiu para a margem e puxou Lissandra para que tirasse os pés da água. Ele caiu deitado ao lado dela, tossindo e respirando pesadamente. Tinha feito um bocado de esforço.

*RESPIRA* *RESPIIIIIIRA*.

Sentou-se, fitando a garota.

Jason: Eu... eu sinto muito. De verdade. Mas você precisa continuar lutando, Lissandra... Não pode desistir agora.

Olhou para ela... e lembrou-se do que ouviu ela dizendo a Sean. Que todos ali iriam morrer.

Jason: ...Ninguém mais precisa morrer, moça. Não se eu puder impedir.

Levantou-se e olhou à sua volta. Estavam no mato. Foram arrastados por uma boa parte do caminho e agora parecia impossível saber onde o resto do grupo havia mergulhado.

Jason: Onde nós estamos....

Disse para si mesmo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Sex 24 Jul 2015, 14:28

Jeff, Sean e Ethan, mergulhavam, independente das habilidades ou não, a falta de correnteza nas profundezas ajudava e muito. Jeff ia na frente ditando o caminho, o físico do rapaz o ajudava a deslizar na água com facilidade, mas ele parou assim que viu a “noivas” lá, e logo apontou a mesma aos rapazes.
 
E então Sean dotado do desejo de sempre ajudar, e não supor que era algum enviado do Capeta, logo tomou a frente e foi na direção da noiva. Jeff ficou ao lado de Ethan, e fez sinal passando a mão ao pescoço e apontando Sean.
 
“Tá fudido” “Se fudeu”
 
Mas logo ele nadou naquela direção para ajudar o rapaz, quase ao mesmo tempo que Ethan também se aproximava, mas ia do lado contrario, virado de barriga pra cima, notando que nada segurava a noiva ali, ela simplesmente parecia conseguir ficar embaixo de água, flutuando o tempo que quisesse.
 
E no momento que Sean estendeu a mão pra toca-la, ela deslizou o corpo na direção da caverna, mas foi muito rápido, foi quase como uma tiro de salto na piscina, ela parecia receber um impulso estranho e o corpo era quase arremessado pra dentro da abertura de uma espécie de caverna que tinha ali.
 
Jeff não pensou, se Sean não fosse, ele tomaria a frente e seguiria a garota, logo havia um fluxo na água, e ele era jogado na direção do mesmo, o mesmo aconteceria com os outros 2, e então eles eram praticamente “cospidos”, para uma espécie de tanque de água natural, uma piscina de água natural, eles caiam de uma espécie de toboa água natural na rocha, direito nesta “piscina”, e nem sinal da noiva.
 

Cena:
 
 
Enquanto isto Jason conseguia agarrar-se ao galho,, e arrastar Lyssa para a beirada, logo ele tirava a menina, e se certificava que ela estava bem, ele olhava a volta e não havia nada ali, a não ser a entrada de uma espécie de caverna, que parecia pouco convidativa.
 

Caverna:

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Maxwell Ross em Sex 24 Jul 2015, 15:12

Sean tentava até se afastar quando ela se movia daquele modo.

Como aquilo era possível?

Ainda não havia aprendido que não tem como ser racional mais, Sean?

Logo viu um dos caras tomando a frente, seguindo o caminho que a garota havia feito.

Já estava ficando sem ar, mas resolveu arriscar-se e seguir… Até ser dragado por aquela corrente d'água.

O corpo leve era levado com facilidade por ela, e assim que era jogado naquela piscina natural, Sean emergia tossindo, buscando ar… Sentindo a cabeça latejar e o peito arder.

- T-Tá todo mundo bem? - Ele perguntava, tentando encontrar o compasso de sua respiração novamente.

Ao mesmo tempo em que olhava em volta.

Estava escuro, mas ele logo sacou a lanterna do seu bolso.

Aquela lanterna tática, era parte do equipamento padrão, e normalmente era largada no carro ou mesmo em casa.

Ao menos pela maioria dos agentes.

Mas, por ser a prova d'água, ainda funcionava.

Nunca imaginou que ela seria tão útil.

Talvez não tenha sido tão ruim assim tê-la no lugar da arma, hoje, no campus.

Abriu o foco, para iluminar o máximo possível em volta.

Onde raios estavam?

Cadê a garota?

_________________
I told you I was trouble      
You know that I'm no good
        
avatar
Maxwell Ross

Nacionalidade : New York, USA
Idade : 25
Cargo : Calouro
Humor : Qual você prefere?
Mensagens : 175

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sex 24 Jul 2015, 23:01

Ethan estava procurando por algum peso que fosse usado como uma “âncora” e prendesse a noiva daquela forma. Já tinha imaginado que tudo estava perdido por conta do toque de Sean na noiva. No entanto, eles ainda tiveram algum tempo.

Até que a noiva foi puxada daquela forma.

Ethan nadou para trás, arregalando os olhos.

Olhar de: FODEU.FODEU.FODEU.

Mas todos querem respostas...

Ethan nadou com o grupo até aquela fenda os sugou como um tobogã. Os três simplesmente foram até que caíram naquela piscina natural.

O médico também começou a tossir loucamente, batendo no peito.

A respiração ofegante permaneceu por mais algum tempo enquanto eles seguiam por aquela piscina.

- Sim...Bem...

Tossiu.

Ou o mais próximo disso.

Pelo menos eles tinham luz agora.

- O que diabos é isso? Sério. Absolutamente nada faz sentido aqui. Primeiro o carro cai do penhasco. O penhasco, na verdade, é um rio. E porra! Que merda é essa? Estou me sentindo num quadro de Dali!

Surrealista.

Provavelmente Jeffrey não vai entender. Depois Ethan desenha.

Desenha melhor do que Dali.

- Alguém mais percebeu que as sirenes tinham parado? E a noiva? Memphys!!

Olhou para Sean e o encarou seriamente.

- Não se mexe com as noivas. Você entendeu? Nós não podemos dar mole com essas noivas!

Elas nunca quiseram me ajudar.

Cadelas.

Espero que morram duas vezes.

Mas isso já é sinal que não prestam!

Quem negaria ajuda a um cara foda como eu?!


HAHAHAHA. Sorry, pipol. 

Lyssa: 

Lissandra não vai responder a Jason. Vai continuar balançando para a frente e para trás, completamente catatônica. Ela está em negação quanto à morte de sua irmã.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sab 25 Jul 2015, 00:25

Jason olhava em todas as direções, tentando se localizar, mas... era inútil. Estava tudo muito escuro e, por sorte havia alguma luz da lua, que indicou uma caverna. A noite era o pior lugar para se ficar zanzando por uma floresta. Animais noturnos são os mais perigosos, como cobras e linces... porém, em Dux, à noite animais podem ser o menor dos problemas.
Jason olhou para a garota e ela não parava de balançar para frente e para trás... catatônica. Ele não podia deixar de sentir pena da menina. Ver a irmã gêmea morrer, de forma tão brutal... aquilo era pra poucos, ou quase ninguém. Jason não podia culpá-la... ele teria que cuidar dela até que conseguissem ajuda, ou que chegassem à algum lugar seguro. A garota não fazia nada... só olhava para... o nada...Jason abaixou-se e colocou um braço por baixo dos joelhos dela e o outro pelas costas, levantando-a no colo e começando a ir em direção à caverna. O pé dela estava muito inchado... Jay não sabia se estava quebrado ou não, mas a moça andava estranho desde que chegou com o policial Memphys.

Lissandra estava mal... muito mal. Não sabia se ela poderia andar, mas, se não pudesse, ele a carregaria. Entrou na caverna, mas não foi muito a fundo. Ficaram há apenas sete ou oito passos da entrada. A caverna não era uma desculpa para se aventurarem... era apenas para se abrigarem do frio e de uma possível chuva. Jason colocou-a no chão, sentada e ajoelhou ao lado dela... a garota estava mal. Era provável que nada do que ele fizesse ajudaria.

Ele fez um pouco de carinho amigável no cabelo loiro de Lissandra.

Jason: Eu... eu sinto muito. De verdade... mas vai ficar tudo bem. Você vai ver.

VAI MESMO, JAY?

ESTÁ MENTINDO PRA GAROTA?

CALADO!

Ele ainda passou um tempo tentando acalmá-la, fosse com carinho ou com um leve esfregão no braço. Então, levantou-se e foi até a borda da caverna. Olhou e, como estavam um pouco mais afastados da margem, haveriam algumas folhas e galhos secos. Ele os apanhou e levou para dentro da caverna, posicionando-os perto dos pés de Lissandra.

Tirou do bolso o isqueiro. Como era um isqueiro americano de metal, normalmente eles eram impermeáveis se estivessem fechados.

VAMOS LÁ! QUE NÃO TENHA MOLHADO... QUE NÃO TENHA MOLHADO!!!!

Jason: Yes!

Uma pequena chama se fez e ele conseguiu atear uma pequena chama na raiz seca. Ele cobriu com folhas e galhos, deixando o fogo respirar. Talvez aquilo desse por algumas horas, mas, por enquanto eles poderiam se aquecer. Jason soprou um pouco para o fogo aumentar e, por um instante, as chamas pareciam trazer alguma nova esperança. Olhou para Lissandra...

Jason: Você... precisa tirar esses casacos. Estão ensopados. Só vão te fazer ficar com mais frio.

Ele foi ajudá-la a tirar os casacos, se ela permitisse. Se conseguisse, ele os estenderia próximo ao fogo para que secassem mais rápido. Tirou sua camisa também e a colocou próxima ao fogo, para secar. Estava ao lado de Lissandra. Falava com ela, mas olhava apenas para o fogo.

Jason: Não podemos sair por aí à noite. O melhor que fazemos é descansar um pouco até termos o Sol. Os celulares molharam, então... essa é a única luz que vamos ter.

Jason viu o pé dela inchado. Ele não era médico, mas já tinha torcido, luxado, contundido e quebrado vários membros. podia, ao menos, ter uma noção do que poderia vir a ser aquilo.

Jason: Seu pé... tá mal. Eu posso...?

Se ela não apresentasse objeção, pegaria com muito cuidado o pé dela e daria uma olhada.

Jason: Você não deveria forçá-lo tanto. Se estiver doendo muito, eu posso ir te carregando aos poucos, ok? Não se preocupe...

Olhou para ela.

Jason: Tente dormir um pouco. Eu ficarei acordado até amanhecer. Prometo.

Se ela quisesse se encostar nele alguma hora, ele não apresentaria objeção, mas se não quisesse... ele também não iria atrás. Ela realmente precisava de seu espaço e Jason só podia imaginar o que ela estava passando.

SERÁ QUE ELA OUVE ALGUMA COISA DO QUE VOCÊ DIZ?

POSSIVELMENTE ELA TÁ PENSANDO O QUE TODO MUNDO PENSA:

NOSSA! ESSE CARA FALA PRA CARALHO! ELE NÃO CALA A BOCA!

BOM... TALVEZ SEJA FATO... MAS ESTOU FAZENDO A MINHA PARTE, NÃO É?

TALVEZ SEJA ISSO QUE AS PESSOAS DEVESSEM REPARAR...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Sab 25 Jul 2015, 10:50

Chega...sério.
 
Jeffrey não aguentava mais fugir daquilo, ou agir como um animal acuado toda vez que alguém sacudia um buque. Ele nunca havia visto noiva alguma. Então era a primeira vez que ele se deparava com algo como aquilo.
 
E PUTA QUE PARIU...Tinha que ser embaixo de água? Tinha que ser a noiva-cadaver? Não podiam mandar a pequena sereia mostrando os peitos?
 
OK. Eu não pensei isto. Foco!
 
Jeffrey foi o primeiro a tomar a frente em um impulso nadando, e logo fora sugado após a noiva pelo tobogã, o corpo deslizou, até que foi jogado naquela piscina natural, ele finalmente veio a tona e tomou todo o ar que podia, assim como Ethan ele também tossia, mas bem menos, só que eles tinham feito um esforço considerável.
 
Jeff olhou a volta, estavam numa espécie de caverna, a piscina natural era a passagem para chegarem ali, e onde diabos estava a noiva?
 
Sean perguntava se estavam todos bem, e Jeff consentiu em positivo.
 
- Na medida do possível, cade a filha da puta?
 
E logo Ethan dizia que nada fazia sentido, e Jeff concordava com ele.
 
- A alguns dias nada faz sentido...Ethan. Mas acho que de algum modo temos que seguir estas pohas de branco e elas vão nos dizer algo, ou nos matar...Mas pelo menos chegamos até uma conclusão nesta merda toda.
 
E Ethan dizia a Sean para não mexer com as noivas daquele modo. E então Sean tinha uma lanterna. Ok. Não estamos tão na merda assim.
 

- Cara...ignorando todas as insanidades que vivemos para chegar até aqui...Porque caralhos elas nos trouxeram a esta caverna?....tem algo aqui? Um corpo? Estilo aquele filme lá...
 
Jeff coçava a cabeça tentando lembrar....
 
- Que tinha as libélulas e o cara procurava a mulher dele, e então ele achou um bebe, o bebe dele, e teve que cuidar da criança....
 
Jeff parecia viajar na maionese, e logo fitou Ethan e Sean.
 
- Será que elas querem que a gente cuide do bebe delas Porra eu não tenho condição não, creche é muito caro, o Ethan pode cuidar e já ser pediatra....
 
CALA A BOCA JEFF.
 
OK. Foco.
 
Sean iluminava a volta, e podia notar que fora da piscina, a beirada, havia um caminho que parecia levar mais pra dentro da caverna.
 
E então os três iam a margem, e logo seguiam aquela direção, e então podiam ouvir uma voz muito melodiosa, parecia cantar, e vir bem de dentro da caverna.
 
(A voz e a musica que vocês ouvem)
 

Jason prioriza cuidar de Lyssa e não se aventura na caverna, mas ele ouve a mesma voz e musica, só que bem mais distante, bem dentro da caverna.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Maxwell Ross em Sab 25 Jul 2015, 16:33

Sean olhava para Ethan por alguns segundos, cerrando levemente os olhos.

- Elas… Ela… Meio que me ajudou no primeiro dia em que cheguei em Duxhill. Me guiou até a cena do crime, onde estava Pandora… Foi quase um pedido para que encontrasse ela… Mas vou seguir seu conselho – Afinal, de tarde a coisa ficou meio… Feia.

Mas logo Sean perdia Jeff e Ethan, principalmente porque Jeff começava com aquele blá blá blá sem nuito sentido.

Ao ver o caminho ele passava dar algumas braçadas na direção, e quase automaticamente, ouvia a voz de alguém cantando – Por aqui… - Os chamava, naquele tom de voz grave que parecia não combinar com ele.

Saía da água assim que chegava a margem, içando-se sem grandes dificuldades para fora, apoiando-se nas pedras.

As roupas pesavam e o frio já passava a incomodar ainda mais, com o ar gelado e úmido da caverna contra suas vestes molhadas.

Os pés então… Pedras de gelo.

Precisavam se aquecer de algum modo, ou logo entrariam em hipotermia.

Esperava que Jason pensasse nisso e improvisasse algo para cuidar de Lissandra.

Logo, pegou a lanterna com a boca e ajudou Ethan e Jeff a saírem, apenas lhe dando apoio, caso precisassem.

Assim que todos estivessem pra fora, caminharia na direção da voz.

Tomou o cuidado de diminuir um pouco o foco, assim não chamaria tanto a atenção com a luz.

A questão era que… Não dá para surpreender espíritos, certo?

Por isso, era meio inútil aquela preocupação.

_________________
I told you I was trouble      
You know that I'm no good
        
avatar
Maxwell Ross

Nacionalidade : New York, USA
Idade : 25
Cargo : Calouro
Humor : Qual você prefere?
Mensagens : 175

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sab 25 Jul 2015, 20:37

Lissandra não conversava com você, Jason, mas isso não quer dizer que ela estava em silencio.

- Um sonho dentro de outro sonho... Um sonho dentro de outro sonho... Um sonho dentro de outro sonho... Um sonho dentro de outro sonho...

Repetia o mantra enquanto se movia para frente e para trás.

Só se manifestou em relação a você quando sentiu que perdia o contato com o chão. Você pôde sentir o corpo dela tencionando quando a tomou nos braços daquela forma para leva-la até a caverna. Você não é nenhum Senhor para poder tocá-la daquela forma.

Oh, se o seu Senhor soubesse...

Os olhos dela ficaram abaixados e a expressão fechada.

Não recusou o toque da segunda vez, tampouco, mas era melhor você ter cuidado, Jason...

O diabo gosta de se travestir de beleza.

Você devia ter aprendido isso há mais tempo.

Por que és tão gentil com uma mulher cujas intenções você desconhece? Cuja aparência é de uma perfeita succubus e a alma ela considera mais negra do que esta noite?

Você acha que ela quis morrer à toa?

Você cometeu um grande equivoco ao deixá-la viva, Jay.

Porque...O coração dela tinha apenas um ponto de luz chamado Diana.

Quando ela morreu.

Sua luz também se foi.

Deixou que Jason tirasse seu casaco do FBI e seu sobretudo, mas nunca o vestido, não é mesmo? O vestido dela era negro, tendo o formato semelhante ao do sobretudo, mas com um tecido mais leve e manga ¾. Ela também usava uma meia calça grossa preta. E apenas de ver o formato que o pé dela ganhava, você já podia imaginar a dor que ela sentia.

Então por que ela não demonstrava?

O cabelo estava solto, fazendo cachos mais selvagens. O batom vermelho tinha abandonado seus lábios, deixando apenas a tonalidade arroxeada do frio em seu lugar.

- Um sonho dentro de outro sonho... Um sonho dentro de outro sonho...

Ela começou  se mexer de novo e sua voz saiu num sussurro, uma triste canção de amor.

- Você, ó minha bela poesia delicada... –Os lábios mal se moviam. – Me inspira de um jeito tão singelo...És a minha prometida e...amada...É você quem deixa o meu dia mais belo!

Arqueou de leve uma das sobrancelhas e continuou.

- Você, minha glória da segunda casa, é maior do que da primeira, com certeza. Vem de novo com seu toque e me “embraza”, e me consome com sua graça e beleza...

Tomou o fôlego para continuar cantando, mas travou no instante que aquela musica alcançou os ouvidos deles.

Finalmente parou de se mexer e voltou o olhar lentamente na direção da entrada da caverna. Mais a fundo, na verdade.  
Voltou o olhar para Jason. Finalmente o encarando, mas não dava para saber se ela realmente tinha escutado tudo aquilo. Logo ela começou a se balançar de novo, repetindo seu primeiro mantra. 

- Um sonho dentro de outro sonho...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Sab 25 Jul 2015, 20:57

- Estavam tentando te ajudar ou te puxando para uma armadilha? De toda forma, como ela era? Era loira também? Porque Zachary encontrou uma loira...

Ethan não precisou de ajuda para sair da água, nem Jeffrey. E os três provavelmente morreriam congelados mesmo, mas é sério, talvez eles já estivessem mortos há muito tempo.

Eles seguiam meio que juntos, fechando o bloqueio para que ninguém ficasse para trás ou desprotegido.

Logo Jeffrey começava com aquele blá, blá, blá.

- Mas que meeeerda você está falando, Brant? Pelo amor de Deus! Cala essa boca!!! Sério, use os músculos que são mais valorizados do que o seu cérebro!

Porra!

Um bebê?!

Não deixou  de ser engraçado pra cacete, mas Ethan não é a player retardada dele.


- É um corpo ou vários corpos ou uma passagem. Ou uma armadilha.

Olhou para Sean.

- Essas noivas, aparentemente, estão nos dando pistas, mas não sem um preço, Memphys. É por isso que temos que ter cuidado. Seja lá o que formos encontrar aqui, elas cobrarão um preço.


Só esperava que não fosse nela.

Ethan suspirou de novo e parou por um instante ao ouvir aquela musica.

Eles não tinham muitas alternativas, não é mesmo? Eles só podiam seguir em frente, acompanhando a única luz que tinham.


Por enquanto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Dom 26 Jul 2015, 12:25

Jeff ficava olhando pra Sean, quando Ethan fazia aquelas perguntas pra ele, ele também via “noivas” como seu irmão e Zachy?...
 
Logo estavam a margem orientados pela lanterna de Sean, e Jeffrey já começava a viajar e falar merda, e então Ethan falava daquele jeito, Jeff abria os braços.
 
- Oras elas são malucas, mulheres são loucas, mulheres mortas vestidas de noivas devem ser piores ainda, mas tudo bem, foco, foco...
 
Dizia isto apontando com as duas mãos espalmadas pra frente, na direção do interior da caverna.
 
Ethan dizia que para as “noivas” liberaram as pistas sempre tinha um preço, afinal, havia muito mais alunos amigos deles no hospital que nas salas de aula. Isto era um fato que sempre os faria ter um pé atrás com aquelas garotas.
 
E então aquela música, Jeffrey abriu mais os olhos, e fitou Ethan.
 
- Que porra é esta?...
 
Pior que era uma voz linda, era uma melodia contagiante, quase como aqueles lances de sereia e...CALA A BOCA JEFF.
 
Jeff abraçou o próprio corpo, porque o frio já começava a incomodar e muito, eles tinham que dar um jeito de se aquecer e logo, mas ao mesmo tempo não podiam perder a pista, de tudo que tinha acontecido de estranho ali, não era possível que iam nadar, nadar e literalmente morrer na praia...
 
Os três então seguiram pelo corredor da caverna, o mesmo dava em uma escada ingrime, e bem alta, vocês subiam muitos e muitos degraus, iriam chegar ao final, muito cansados, durante um momento em que subiam, a voz se cessava por completo, mas quando estavam ao final da escada podiam ouvi-la novamente.
 
Aos que tem mental 1, vocês sabem que a voz está lá em cima, ela de algum modo chegou em vocês, porque algum respiradouro da caverna, deve dar na piscina natural. Então a voz “viaja” e chega até lá, mas não na escada.
 
Vocês  finalmente  chegam então a uma espécie de porta de madeira. E lá estava, a mesma tinha uma fechadura, e mesma era aberta por uma senha.
 
Advinha Sean? Quatro dígitos? Quatro dígitos para descobrir a dona daquela linda voz. E você não pensaria duas vezes antes de colocar aqueles mesmo quatro números, e ouvir o som da trava se soltando.
 
E a imagem que vocês tinham a seguir, era de acomodações cinco estrelas, dentro de uma caverna, no fundo do mar.
 
Caverna:
 
E lá estava. Sentada a cama, de perfil, uma bela garota, de lindos cabelos vermelhos a cair pelos ombros, os olhos fechados, vocês só conseguiam ver o perfil dela, e já era a visão de uma obra de arte. Ela usava roupas simples, uma saia negra levemente rodada, e uma blusa solta azul, de modo a cair ao ombro, e deixar de modo sensual a alça do sutiã a mostra.
 
Mermaid:

A voz suave continuava ecoando pelo lugar, as mãos estavam sobre o colo, e os pulsos, e as canelas denotavam marcas de algemas, os pés estavam descalços, ela parecia como em transe, somente cantando aquela musica, era como se nem sequer soubesse que vocês estavam lá.
 
Ethan...me diga....você conhece esta linda garota ruiva?


Última edição por Duxhill Faculty em Dom 26 Jul 2015, 18:34, editado 1 vez(es)

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Dom 26 Jul 2015, 17:20

Porque eu deixei você viva, Liz? Porque é isso o que eu faço... eu impeço que as pessoas se machuquem, mesmo que eu acabe me machucando no lugar delas. Foi isso o que eu aprendi com a minha última Succubus... que por mais que os demônios se travestam de lindas garotas de olhos claros, eu sempre me levanto e ergo a cabeça... pra que elas não se machucam. Um mártir? Um herói? Não... eu sou só um cara com uma compulsão por fazer o bem e por me arriscar. Deve ter sido a única herança que Nicole deixou na minha personalidade...

Você continua sem falar coisa com coisa... com uma poesia bela e macabra ao mesmo tempo, maseu entendo... deve ser o choque. Cada pessoa encara de uma forma diferente. Você prefere se balançar abraçada nos joelhos e balbuciar uma literatura sem sentido... eu explodo numa onda de violência interna que muda a minha personalidade para alguém que gosta de socar narizes. Você não me julga.... e eu não te julgo, Lys.

Eu me levanto um pouco e estralo os músculos e os ossos. Já estamos sentados há quase vinte minutos no chão duro e isso incomoda alguém que é tudo, menos sedentário. Pego mais alguns gravetos secos que trouxe e os jogo na nossa fogueira improvisada, garantindo que o fogo e as brasas perdurem por mais algum tempo até que tenham de se alimentar de novo... Pego a jaqueta do FBI e confiro... Ela é feita de Tak Tell, pelo visto. O mesmo nylon das jaquetas de aviador e dos pára-quedas. Ela molha, mas seca muito rápido... diferente de seda, algodão ou tecido.
Balanço ela um pouco pra conferir... Já deve estar bem seca, por conta do calor do fogo.

Chego por trás de Lis e coloco ao menos a jaqueta do FBI sobre seus ombros. O sobretudo vai ficar molhado ainda por um bom tempo... não podemos contar com ele. Minha camisa idem... E está começando a fazer um frio do caralho...

Jason: Toma... se aquece.

Lis continua com sua musiquinha, mas então... outra música pode ser ouvida. Pela primeira vez, Lissandra parece ter alguma reação fora do seu mundo. Isso é bom... Não tem como levar ela até Dux se ela continuar delirando...

Jason: Mas que porra de música é essa?

Me levanto, como se isso fosse aguçar a minha prontidão, mas... é inútil. Não devia haver música nessa caverna! Na verdade, é óbvio que é problema! Eu não sou idiota o suficiente de ir averiguar. Se eu for, ou eu morro, ou Lis morre, ou os dois morremos, ou quando eu voltar, ela vai ter picado a mula pra se matar de alguma forma criativa. NO FUCKING WAY que eu vou lá...

Sento novamente ao lado de Lis, quando ela olha pra minha cara e diz "Um sonho dentro de outro sonho".

Eu olho para ela e tombo a cabeça um pouco pro lado...

Jason: Não acho que estejamos dentro de um sonho, Lis... mas se te faz sentir melhor... ok. Um sonho dentro de outro sonho, então...

Olho para o fogo e faço um leve carinho no cabelo da garota. Tomara que ela se canse e caia logo no sono.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Dom 26 Jul 2015, 20:52

Ethan não sabia que porra era aquela. Aquela voz tão bonita e melodiosa que realmente os guiava, como as sereias guiavam os navegadores até as pedras, para que morressem num naufrágio. Jeffrey não estava tão errado assim, a comparação era realmente válida.

Só não podiam ficar completamente cegos ao que acontecia ao redor.

Ao fim daquela imensa escadaria, Ethan estava completamente sem fôlego. Precisou parar por um tempo e respirar fundo. Parecia que tinha acabado de se envolver numa prova de triátlon, mas com nado e escalada. Podiam considerar queda-livre também ou, talvez, eles fossem começar a correr loucamente.


Enfim.

Ethan descobriu de onde o som vinha, dando sua contribuição lógica para aquilo. Logo eles encontraram um cadeado. Um obstáculo que Ethan não sabia como passar, afinal, ele não sabia qual senha de quatro dígitos podia ser.

Passou a mão pelo cabelo molhado, mas parou ao ver que Sean sabia qual era.

Pera aí...Como você sabe, Oficial?

Os olhos mel dele ficaram um pouco mais cerrados para Sean, mas ele meneou negativamente e conseguiu seguindo.

Vale ressaltar que nem todo aquele esforço que eles tinham feito foi capaz de aplacar o frio que ele sentia. Os lábios já estavam mais roxos, mas ele precisava gastar o resto de vitalidade que tinha para encontrar as respostas.


Mas ele realmente não estava disposto a morrer.

A menos que aquilo a salvasse. Bom, dessa maneira, ele faria de bom grado.

Por enquanto, ele podia oferecer outras vidas em busca de respostas. Mentira! Estamos juntos nessa, pessoal!

Ethan esteve ali até ver aquela imagem...

Se ele ainda tinha um pouco de calor dentro de si, ele foi embora.

Conseguiu ficar ainda mais pálido do que antes e arregalou os olhos, ficando completamente chocado.

Prestem atenção: não é uma noiva.

Mas será que o conselho dele podia recair ali? Pois que se foda o conselho que ele deu! Ethan simplesmente não conseguiu controlar seu impulso e entrou no quarto. Os olhos dele estavam bastante chocados para aquela imagem, observando aquele perfil.

Engoliu em seco, os olhos marejaram.

Ué, Jeffrey! Ele não achava que a “ruiva” era a Louise? Por que ele estava tão mexido com a presença dela? Talvez o seu amigo não tenha sido tão honesto com você. Basta saber se este é o momento para tirar satisfações?

Se você acredita que sim, vai conversar sozinho. Porque Ethan não presta atenção em ninguém.

- Julianne...

Ele sussurrou.

- Julianne...

O suspiro escapou de seus lábios. Os olhos ficaram ainda mais vermelhos, mas ele controlava bem suas emoções.


- O que você está fazendo aqui...?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Dom 26 Jul 2015, 21:05

Lyssa se encolheu um pouco mais ao receber a jaqueta em suas costas. Nem se deu ao trabalho de ajeitar nada. Era como se ela realmente não se importasse. E ela continuava sussurrando aquilo, mesmo quando a música começou.

Não era como o coral das noivas. Era diferente, ela percebeu isso. Provavelmente não era uma das noivas que os rapazes falavam, mas...Quem garante que as intenções dela eram melhore sou não?

A loira só parou de cantar quando ouviu o comentário dele.

- Ou um pesadelo... – Lyssa piscou lentamente, voltando o olhar para ele. – Depende do ponto de vista.

Voltou o olhar par ao fogo, vendo as chamas dançarem de leve e ouvindo o som de seu criptar.

- A questão é...quando vamos acordar?

Abraçou a sua coxa e apoiou o queixo no joelho. Continuou olhando para as chamas.

- Mas nem mesmo as pessoas mais sabias e crédulas podem nos dar essa resposta. Quem dirá aqueles que não acreditam? Enquanto acreditamos nesse pesadelo, ele ficará ainda mais real e nos consumirá ainda mais.

Levou a mão na direção das chamas.

- Você deveria ter me deixado morrer...

Mexeu os dedos lentamente.

- Assim não teria que se preocupar comigo e correria na direção da caverna, iria com seus amigos. Ou você também não está em busca de suas respostas?

Porque eu não posso dá-las a você, Jason.


Você não acreditaria...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Dom 26 Jul 2015, 21:35

E finalmente a garota começava a fazer sentido. Aquilo fazia um bem danado ao peito de Jason... porque parecia que finalmente a voz dele havia alcançado alguma parte de Lis e ela respondia bem áquilo.
Lis fez diversos comentários sobre pesadelos e Jason ouviu cada um deles atentamente e olhando nos olhos da companheira. Ele deu um sorriso de meia-boca... não que achasse aquilo engraçado ou que quisesse motivá-la... era apenas o seu jeito de dizer "eu ouvi tudo que você disse".

Jason: Se for só um pesadelo, ele é muito real e agressivo. Vamos precisar de um bocado de coragem e vontade para acordar dele e, no final, sua irmã vai estar sã e salva. Então, desse ponto de vista... seria ótimo que tudo isso fosse um sonho ou um pesadelo, não é? A grande pergunta é: e se não for um pesadelo? Estaremos prontos pra encarar isso como realidade? Eu não sei...

Ela olhou para as chamas e esticou suas mãos, procurando se aquecer. Depois disse que ele deveria tê-la deixado morrer. Jason fitou as chamas também, como se refletisse sobre elas... como se o fogo tivesse a resposta.

Jason: Devia? Eu não sei... acho que sua irmã não iria querer isso, não é mesmo? Sabe... eu conheci a sua irmã por poucos minutos, mas eu sou bom em julgar certos comportamentos. Não sei se te falaram, mas fui eu quem chegou primeiro no local do acidente... encontrei o carro de Zach capotado e quando fui tirá-la de lá, ela se recusou a sair. Disse que só sairia depois que eu tivesse tirado o Zach. Mesmo quando eu disse que o carro ia desabar... ela só saiu depois que Zach saiu. Eu sei que você conhecia a sua irmã infinitamente melhor do que eu, Lissandra, mas eu conheço de altruísmo... de fazer o bem... de se sacrificar, não importando as consequências. Mesmo que a pessoa seja só um rostinho sedutor que não merece um pingo de confiança...

Esfregou as mãos.

Jason: Se eu pudesse apostar no que sua irmã acharia, onde quer que esteja agora, eu apostaria que ela quer que você viva, sorria, chore e ame pelas duas. Não acho que alguém que se sacrificaria por alguém como Zach iria querer que a irmã gêmea dela entregasse os pontos e se afogasse ali. No fundo, acho que foi ela quem me fez ver que você não resistiu e descer lá pra te pegar... não deixar a irmã dela desistir.

Olhou pra ela.

Jason: Não vou dizer que conheço a sua dor... eu só tenho um irmão que quase nunca vi. Não temos um décimo da ligação que vocês duas tinham, Lis. Mas eu também perdi pessoas... perdi uma hoje, pra Duxhill. É por isso que eu quero respostas... você diz pra eu te abandonar e ir até o fundo dessa caverna encontrar meus "amigos" e minhas respostas... Mas você não percebe que estamos no mesmo barco? O que você acha que tirou sua irmã de você? Um acidente geológico? Pfff! Vai me dizer que acha coincidência o chão desabar debaixo de nós e ter um rio, onde Jeff e os outros acharam alguma coisa e sumiram? Ninguém seria tão tonto de achar algo assim.

Agora o cenho dele estava franzido... o papo havia ficado finalmente sério.

Jason: Quem matou sua irmã foi a mesma coisa que matou a minha amiga, Pandora. E eu vou até o fim de tudo isso, porque, do contrário, eu estaria cuspindo na memória dela e no que ela significou pra mim. Se você acha que ficar aqui e lamentar a morte da sua irmã é dar a ela o que ela merece, bem... não posso te julgar por isso. Mas eu vou até o fim... e seja homem, demônio, espírito, fada do dente ou o caralha-quatro que fez isso com Pandora e com sua irmã... eu vou achá-lo e, se puder, fazê-lo pagar. Você pode vir junto ou então colocar uma pedra no assunto e seguir com a vida e com a dor... mas pra mim, toda ação gera uma reação.

Ele levantou-se e pegou a camiseta. Estava quase seca, só um pouco úmida. Vestiu ela, tentando espantar o frio.

Jason: Só não me peça pra te abandonar. Esse é o estilo do Ethan... cada um por si... não o meu. Desculpe.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Maxwell Ross em Seg 27 Jul 2015, 09:53

Sean caminhava lentamente pelo lugar.

Já não sentia mais suas extremidades… E isso era um péssimo sinal.

Sabia disso.

Mas o que poderia fazer?

Inevitavelmente, se viu pensando em Lissandra. Esperava que Jason a mantivesse em segurança.

E não era só Jeff que lembrava de sereias. E já era a segunda vez que Sean pensava nisso aquela semana.

Ou seja, aquela faculdade o fazia vivenciar coisas muito bizarras.

Logo que viu o cadeado, lembrou-se imediatamente da frase da caverna.

De ficar tentando encontrar um sentido nela… E depois, ao ver a senha no celular de Lissandra, notar que não tinha nada relacionado a ela.

Tentou, sem esperar que funcionasse, o mesmo número.

Mas não ficou exatamente surpreso quando o cadeado saltou.

Notou os olhos de Ethan sobre si, mas o ignorou. Simplesmente subindo.

E logo via aquele quarto.

Bem cuidado e iluminado.

Podia sentir um perfume no ar, adocicado… Lhe lembrava frutas vermelhas.

E então via a ruiva.

Ela era linda.

Muito linda.

E o cheiro do perfume, que o fazia lembrar de frutas vermelhas, parecia casar-se com perfeição com o rubro de seus cabelos.

Aquele vermelho, sobre a pele pálida… Causava um contraste único.

Logo era Ethan quem tomava a frente.

Julianne?

Parecia conhecê-la.

Notou, de pronto, as marcas de algemas nos punhos e tornozelos. O que o fez olhar ao redor rapidamente.

Ela era uma prisioneira?

Onde estava seu captor?

_________________
I told you I was trouble      
You know that I'm no good
        
avatar
Maxwell Ross

Nacionalidade : New York, USA
Idade : 25
Cargo : Calouro
Humor : Qual você prefere?
Mensagens : 175

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Seg 27 Jul 2015, 09:53

Bla Bla Bla.
 
Awn Jason...Você não cansa de sempre cometer o mesmo erro? Confiar em pessoas que acaba de conhecer? Deixar tudo de lado, largar suas respostas para proteger uma pessoa que acaba de conhecer, só porque ela tem a aparência de frágil?
 
Deixa eu te contar um segredo meu amigo...nem tudo é o que pareça. Acho que algumas lições você precisar aprender na prática.
 
Você acha realmente que Lyssandra ouve alguma das suas palavras? Acha mesmo que ela é uma jovem que precisa de proteção? Meu amigo, se eu fosse você...Eu começa a pensar em ME proteger. Sua ingenuidade vai te levar a ruína Jason.
 
Exatamente por querer proteger a Aileen e de quebra se apaixonar por ela, que você perdeu todo seu eixo, que hoje não sabe nada, e por isto está novamente cometendo os mesmos erros. Só que Lyssandra é doce e suave como Aileen, mas ela não é a Aileen...
 
- Acho que devemos seguir na direção da música Jason, acho que nossas respostas estão lá....
 
A menina dizia e simplesmente se erguia, era como se pudesse andar e não sentisse dor alguma.
 
Os olhos lindos e azuis reluziram ao te encarar.
 
- Não podemos desistir, você tem razão...Vá na frente por favor, e mostre o caminho...
 
Uma voz tão doce e suave, denotando proteção, awn como você poderia negar Jason...você certamente ....
 
Mas de súbito a menina cai ao chão, o corpo desaba diante de seus olhos, e logo ela vira os olhos e começa a tremer o corpo, está convulcionando....
 

E agora Jason? Como você vai salvar a donzela sempre em perigo?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Seg 27 Jul 2015, 10:00

Oie?...
 
Mais alguém acha que estamos dormindo com o Inimigo? Quer dizer...nadando...ainda ninguém deu aqui. NEM VAI DAR...
 
CALA A BOCA JEFF.
 
De todo modo, Jeff abria a boca pra perguntar como diabos Sean sabia o código da trava, mas ele ficou quieto assim que olhou aquelas acomodações. Jeff entrou ao quarto, olhando a tudo de modo supreso.
 
Puta que pariu, parecia um hotel cinco estrelas com....
 
Os olhos paravam na ruiva...RUIVA...
 
Já imediatamente ele lembrava de Louise, e quando Ethan falou? Jeff encarou o rapaz de imediato, mas aquela não era a ruiva que representava Louise? E ela estava viva? Então porque Louise corria perigo?
 
- Ethan!!
 
Chamava, mas Ethan parecia tomado pela ruiva, assim como Sean que ficou a admirando longos instantes.
 
Ethan a chamava, e logo a jovem, virava lentamente o rosto, e erguia o mesmo com delicadeza. E se existisse rosto mais perfeito...Deus guardou pra si, a forma como os lábios vermelhos e carnudos, se fecharam no momento que ela parou de cantar, e o rosto delicado se ergueu, deixando ainda os olhos baixos....era hipnotizante. E logo todas as perguntas de Ethan seriam respondidas, assim que ela ergueu lentamente os olhos e os repousou aos dele.
 
Cinzas...Ethan....
 
Cinzas como os olhos de Julianne nunca foram, cinzas reluzentes, brilhosos, cinzas como aqueles olhos que você tanto admirava.
 
Estavam lá...com o brilho roubado, a alma....a vida...
 
E enquanto Julianne aparentava ter 10 anos a menos....sua prima.....definhava.
 
E toda a vida estava naquele rosto perfeito, no corpo de proporções únicas. E sim Sean, ela era uma prisioneira, uma “perfeita” prisioneira.
 
Mas o mistério quem sabia era Ethan. Julianne havia morrido a 10 anos atrás, tinha a certidão de óbito dela estampada no HU, como diabos ela estava ali?
 

Como diabos ela podia ser uma sereia? Ou melhor...Uma noiva?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Maxwell Ross em Seg 27 Jul 2015, 11:06

Ele ainda olhava por mais alguns minutos, procurando por algo.

Mas, sem óculos, isso não facilitava muito.

O lugar estava impecável.

Muito bem arrumado e limpo.

Por quanto tempo durava aquele cativeiro?

E por que aquele cuidado com a garota?

Ele deveria idolatrar ela.

Cuidar dela como se fosse sua boneca, exclusivamente para seus desejos escusos.

Era tão doentio.

Logo Jeff questionava o egocêntrico Ethan.

Mas ele não parecia aberto a interações, simplesmente encantado pela ruiva.

Ele até… Chorava?

Aquilo não parecia… Certo.

Lentamente, Sean entrava entre os dois. Ficando meio de lado, afinal.. Ethan estava bem estranho.

E seu jeito não inspirava nenhuma confiança.

Mas mantinha sua atenção na garota - Julianne, é este seu nome? - Perguntava em um tom ligeiramente mais baixo, tentando soar o mais amigável possível.

Os olhos buscavam os da estonteante ruiva, os mantendo fixos aos dela.

Tentando, talvez… Incutir confiança.

Se estava há tanto tempo presa, qualquer reação poderia ser esperada dela. Do medo racional a agressividade.

Mas precisava ajudá-la.

Me chamo Sean, vou tirar você daqui... Quem fez isso com você? Ele está por perto? - Mantinha o mesmo tom.

O mesmo olhar, fixos aos olhos dela.

_________________
I told you I was trouble      
You know that I'm no good
        
avatar
Maxwell Ross

Nacionalidade : New York, USA
Idade : 25
Cargo : Calouro
Humor : Qual você prefere?
Mensagens : 175

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Seg 27 Jul 2015, 15:11

Jason não sabia se Lissandra ouvia ou se estava mouca, mas ele havia feito a sua parte. Havia tentado motivar a garota até onde podia... se fosse esperta, ela ouviria e absorviria. Senão... bem, Jason ia tentar mantê-la viva até que conseguissem sair daquele inferno.

A garota então decidiu que era melhor avriguarem o fundo da caverna. Curioso... para alguém que só sabia se balançar pra frente e pra trás e balbuciar coisas sem sentido, ela ganhou uma nova energia subitamente. Jason arqueou a sombrancelha quando ela sugeriu aquilo, meio que perguntando "Tem certeza"?

Jason: Bom, ir sem luz não vai adiantar nada. Espera um pouco...

Ele rasgou a manga da sua camiseta e a enrolou em um pedaço de pau. Então, molhou a camiseta com um pouco do fluído do isqueiro e a acendeu na fogueira que iriam abandonar.

PRONTO! UMA TOCHA... OU ALGO DO GÊNERO.

Quando iam começar a andar, a garota então caiu no chão e começou a se tremer toda... estava convulsionando, ou tendo um ataque epiléptico!

Jason: LIS!!!!

DROGA! ISSO AGORA?

Jason enterrou a ponta que NÃO estava acesa na terra com força, deixando a tocha espetada como uma vela de aniversário. Os outros gravetos estavam todos em brasa! Não podia usá-los!

Jason tirou a camisa e a enrolou, fazendo uma espécie de "minhoca", como se quisesse secar a camisa. Ele então a enfiou na boca de Lis para que ela não engolisse a língua ou a mordesse!

Jason: Vamos lá, Lis! Lute! Lute contra isso!!!

Jason tirou o próprio cinto e agarrou o pulso diretito da menina, depois o esquerdo.... os juntou e passou o cinto juntando seus pulsos e depois afivelando. Aquilo iria impedir que ela usasse as mãos para se ferir.

Ele colocou a cabeça de Lis sobre seus joelhos, apoiando para que não se debatesse e segurou a cabeça dela com cuidado, mas com firmeza.

Jason: Lis! Lis! Vai ficar tudo bem! Calma... calma.... Siga a minha voz! Ouça a minha voz e tente se acalmar...

Ele falava de forma calma... mas a garota parecia não se acalmar. Então, Jason fez algo que aprendeu com Aileen na primeira noite... algo que gelou seus ossos e que ele teve muito medo de fazê-lo... mas ele o fez.

Jason: Quem está aí...? Responda.... Quem... está... aí...?

Haveria alguém controlando Lis? Ele não sabia dizer...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Convidado em Seg 27 Jul 2015, 21:58

Não, Ethan não estava chorando. Os seus olhos começaram a ficar mais avermelhados, mas ele se esforçava para não chorar. Ele não fazia isso na frente das pessoas.

O coração dele começou a disparar quando ele viu os olhos dela. Ethan meneou negativamente, erguendo o dedo indicador. Todo o frio tinha ido embora porque agora uma verdadeira cólera o dominava.



- Não...

Mexeu o dedo negativamente.

- Não, você me ouviu?!  NÃO!!

Ele estava à beira de um surto. Aproximou-se de Julianne e a agarrou pelos braços. Por mais bela e encantadora que ela fosse, Ethan estava vendo era um verdadeiro demônio! Um monstro que estava arrancando uma vida que não podia ser extinta da face da Terra!

- Você está MORTA, Julianne! MORTA!! Eu não vou deixar que você faça isso, entendeu? NÃO VOU DEIXAR QUE VOCÊ SUGUE A VIDA DELA!!!

E sacudia a ruiva nos momentos de grito.

- Ninguém vai tirá-la daqui, Memphys! NINGUÉM!!! Porque ela não existe! Ela NÃO PODE ESTAR VIVA!

E agora os olhos estavam mais vermelhos e marejados.

- Você morreu há dez anos, depois de alguém se recusou a te salvar. Adivinhe só: Esse não será o fim dela, você me entendeu?  NÃO SERÁ! Eu não vou deixar que você continue se alimentando dela!!!

NÃO ME IMPORTA SE É UM ESPIRITO!


FODA-SE!!!!!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Duxhill University em Ter 28 Jul 2015, 10:00

A Jovem apenas focou os iluminados olhos cinzas em Ethan, e pareceu nem ouvir quando Sean falou, ou se portou daquele modo, notando o comportamento estranho de Ethan.
 
E a forma como o rapaz ficou, apenas a fez piscar lentamente os olhos, sem tira-lo dos dele. E logo ela sentia como ele colocou-se a frente dela, ignorando a postura defensiva de Sean, e começou a sacudi-la daquele modo, o corpo delicado apenas correspondia aos gestos dele. E ele gritava que ela estava morta, que ele não deixaria que ela sugasse a vida de outra pessoa.
 
E logo ele gritava com Memphys também, e deixava claro que aquela garota tinha algo estranho, que ela não podia estar viva.
 
Jeffrey abriu mais os olhos e encarou aquela cena, depois fitou Sean. Então era mesmo para a ruiva estar morta? A ruiva que representava Louise, segundo o que Ethan disse? E porque diabos ela estava viva?
 
E ele dizia que ela tinha morrido porque alguém se recusou a salva-la. ELE SABIA EXATAMENTE COMO ELA MORRIA? O PERIGO QUE LOUISE CORRIA?
 
E então Ethan pode sentir a mão firme de Jeffrey tocar seu ombro, e puxa-lo pra trás com força, o fazendo olhar pra ele.
 
- Você sabe o que aconteceu com ela? CARALHO! E NÃO ME FALOU PORQUE SEU FILHO DA PUTA?...
 
A discussão parecia agora tomar outro rumo, e logo a ruiva virou o rosto e repousou os cinzentos olhos em Sean, ela sussurrou.
 
- Pareço morta pra você, Garoto do FBI?...
 
A sobrancelha arqueou e um ar menos frágil tomou por total a expressão dela, enquanto ela voltou os olhos a Ethan.
 
- Não foi minha escolha! Mas não adianta você tentar recupera-la de mim Ethan! Você tem que seguir o mesmo caminho! E mudar o passado!
 
Ela dizia em tom firme, sério, sem tirar os olhos do rapaz, e sim ela sabia o nome dele, sabia sua profissão Sean, e logo ela fitou Jeffrey e sussurrou, com a mesma voz melodiosa, quase como se cantasse uma musica.
 
- Tem alguém te chamando...Jefrrey....tem alguém te chamando....
 
- Jeff...
 
A voz de Louise fazia Jeff soltar Ethan, e logo virar-se de costas ao rapaz, parecia procurar de onde vinha a voz, e era como se viesse de todos os locais. Mas somente Jeffrey a ouvia.
 
- Louise....
 
- Como eu vou acordar você, amor...?
 
- Estou ouvindo a voz de Louise...ela está perguntando como vai me acordar....
 
Os rosto virou-se para Sean e Ethan e Jeffrey abriu mais os olhos, e perguntou como se já desse a resposta.
 
- Porque temos que acordar?....
 
E então a jovem ruiva, suspirou fundo e então voltou-se a Sean.
 

- Ela não é uma boa pessoa...seu amigo já vai acordar....

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill University
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 162
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2366

http://theotherside.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De volta ao Inferno - Zachy e Diana

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum